Tractor Sazi Tabriz Football Club

Tractor Sazi Tabriz Football Club
Escudo do Tractor Sazi.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Trator Nazi Tabriz FC
Origem Bandeira do Irã Irã - Tabriz
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Saddam Stadium
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Iraniano
Divisão
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Tractor Sazi Tabriz Football Club é um time de futebol bem gozado do Irã, até por isso tem uma piroca grossona desenhada bem no meio do escudo. É talvez o único time do mundo que tem também o símbolo dos Rebeldes, em apoio àqueles que combatem com veemência o Império. Outra característica peculiar é seu nome e ideologia de apoio a tratores e ao nazismo, de preferência nazistas pilotando tratores, na cidade de Tabriz onde localiza-se o clube. O maior rival do time são os Máquinas Nazis FC.

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

Equipe fundada em 1970, as origens do clube já estão bem explícitas no nome escolhido da equipe. O time foi criado por nazistas pilotos de tratores no interior do Irã, estes defendiam que os tratores caucasianos eram superiores, e por isso o time tornou-se muito popular nos três países do Caucaso. Apesar da popularidade entre torcedores fãs de regimes totalitários, a equipe era ruim de doer nos olhos, e não saía nem da segunda divisão do campeonato iraniano da era amadora. Por sorte em 1979 alguém teve o bom senso de extinguir o time por ser considerado de mal gosto, tal episódio ficou marcado para a história como Revolução Iraniana.

Pós-revoluçãoEditar

Após o fim da Guerra Irã-Iraque, as pessoas voltaram a jogar futebol no Irã em 1990 e o Partido Nazista foi recriado e com tratores, trazendo de volta à ativa o Tractor Nazi FC. Por falta de opção, o primeiro treinador do time na nova era foi o aleatório romeno Vasile Godja, um visionário que criou o primeiro time de roceiros do Irã, caracterizado por um futebol baseado em quebrar canelas alheias e intimidação, garantindo assim vários títulos das roças dos arredores de Tabriz. Durante a década de 90, o clube jogava nos mais diversos torneios semi-amadores da Ásia, sendo inclusive campeão por engano do Campeonato Indiano de 1995, que confundiu achando ser o campeonato iraniano.

Rebaixamento para a Azadegan LeagueEditar

Ao final do campeonato iraniano de 2001-02, o Tractor Nazi foi rebaixado por ser uma porcaria de timeco e ter terminado o campeonato em 14º mesmo no Irã existindo só 3 times profissionais. Na época houve muita controvérsia, pois alegava-se ser impossível existir uma segunda divisão no Irã por falta de times que poderiam ser tão ruins assim. Então para solucionar este mistério, o Trator Nazi foi enviado para o passado num DelOrean para disputar a Azadegan League que existiu na década de 90 e era formada por times de fazendeiros.

Retorno para a primeira divisãoEditar

Após 8 anos presos no passado, o Trator Nazi conseguiu voltar para o presente ao ser o grande campeão da segunda divisão iraniana de 2008–09. Um dos grandes adversários aleatórios de nome tosco deste competição foi o Payam Mokhaberat Shiraz FC, por exemplo.

De volta para o presente, o Trator Nazi começou a jogar o campeonato iraniano, que não tem times, então começou a ser vice, e por isto até a participar das Liga dos Campeões da AFC, mas aí é só pra participar mesmo, pois os nazistas do Trator Nazi tem medo dos times japoneses que podem ser kamikazes, nunca ganhando deles.

O título que não foi título de 2014–15Editar

O Tractor Nazi foi o grande protagonista de um dos episódios mais varzeanos da história do futebol iraniano. Na última rodada do Iranianão de 2014–15, empatou por 3x3 contra o Naft Tehran, resultado que garantia o título caso o adversário direto Sepahan continuasse empatando o seu outro jogo. Com o fim do jogo, jogadores e torcida nazi começaram a comemorar o inédito título iraniano, mas então uma cartinha trazida com atraso por uma cabra anunciou que o Sepahan na verdade havia ganhado o outro jogo e sido o verdadeiro campeão, enquanto o Trator ficou com o vice. Desde então virou tradição no Trator Nazi comemorar todos seus vice-campeonatos, e por isso o time é o maior vice do Irã, já detentor inclusive de um tri-vice.

TítulosEditar