Bob Mauley.jpg Fala, mano! É o seguinte: isso aqui é uma coisa que os mano da quebrada curte, tá ligado?
Não zoa com o artigo, não, véio, senão vai dar em treta, morô?

Cquote1.svg Eu inventei o Podpah pra te comer! Cquote2.svg
Mítico se abrindo pro Igão
Cquote1.svg O Podpah não tem treta com o Flow Cquote2.svg
Monark no milésimo quinto corte sobre treta com o Podpah
Cquote1.svg ...mas tem um pouquinho Cquote2.svg
Igor 3K no milésimo sexto corte

Logo do canal, que representa um mano da quebrada louco de ecstasy.

Podpah é mais um podcast que é filhinho órfão do Joe Rogan Paraguaio, só que versão puxadinho de Sun Paulo Oz. Foi criado em setembro de 2020 e é apresentado pela versão gorda e funkeira do Mario e do Luigi, Mítico e Igão Âmdergraumdi, que vendo a oportunidade de surfar na onda do Flow, recebendo milhões de views e dinheiro de propaganda no que é basicamente uma gravação deles dois falando merda, enchendo o cu de cana e maconha atazanando o convidado, fizeram o programa.

Em pouco menos de 1 ano e meio de existência, o Podpah já é o segundo maior podcast do Brasil (terceiro se você considerar o Dinossaurocast, e isso de acordo com eles mesmos) e tá quase superando os números do Flow, o Podpah se tornou o maior podcast do Brasil (o Nerdcast e os fãs deles ainda dizem ser os primeiros), algumas vezes tendo 5x a audiência do Flow quando os dois tão ao vivo ao mesmo tempo, muito para a raiva e eterna frustração alegria de seus padrinhos, em especial o Monark, que compreende perfeitamente o fato de estar progressivamente repelindo mais e mais membros de sua fanbase com seu vício na cannabis, mas que não tem nenhuma intenção de reparar isso.

Sobre o programaEditar

Podpah é o programa mais quebrada do YouTube e te assalta à mão armada a cada 5 minutos assistidos. Os convidados basicamente consistem de:

  1. O elenco inteiro do Def Jam: Fight for N.Y. Pessoas do rap, um mais zika e chave que o outro. Geralmente falam da carreira de cocaína, da vida de putaria e ostentação, e de como é difícil gravar as mesmas 2-3 músicas com a mesma letra, a mesma batida e o mesmo estilo de canto retardado que os cara não abre a boca direito e você não consegue entender nada. Ainda assim, são menos famosos que o Podpah.
  2. Pessoas estouradaças do YouTube e celebridades, cujo os contatos foram dados pelo Flow, quando os dois podcasts ainda eram aliados, em troca de dinheiro pra comprar maconha e essência de vape. Quanto mais famoso o convidado é, mais eles babam o ovo. Por coincidência, pelo menos 70% das pessoas que passaram pelo Podpah podem ser considerados "o cara mais foda do mundo".

OrigensEditar

 
Coeh mermão, passa o celular ai pra gente assistir Podpah tah ligado!?

Tudo começou quando Mítico foi no Flow Podcast, e após se interessar e ser instigado pelo ex-careca de plantão, decidiu fazer seu próprio podcast. Ele chamou Igão Underground, sua amante, pra fazer o podcast com ele, que demorou pra responder pois estava debaixo da terra em Osasco. Desanimaram quando viram o preço de uma câmera, mesmo da TekPix, pra gravar o podcast, que custa 100.000 barras de ouro que valem mais do que dinheiro, e assim eles descobriram que não dava pra gravar o podcast com a bunda. Isso levou Mítico a implorar pro Gizão (nome dado por Ricardo Ohara) deixar eles usarem o estúdio do Flow.

Como Igor, Monark e Gian estavam querendo ocupar todo esse prematuro mercado (que em menos de 1 ano ficou completamente saturado) que é o podcast, e o Igão e o Mítico são perfeitos pra isso pois ocupam muito espaço físico, deixaram eles usarem a salinha em troca de uma fatia do Podpah. Desde então, os dois encantam a periferia com a burrice deles e com os convidados, que parecem ter sofrido lavagem cerebral pra ir em um lugar como esse ao invés de ir dar entrevista em qualquer canal da televisão.

Liberdade cantô, fião!Editar

No finalzinho de 2020, depois de botar muito dinheiro no bolso, os dois traíram seus patrões se separaram "amigavelmente" do Flow e foram montar sua própria sala, que foi praticamente montada a partir da mesma planta baixa da do Flow porque é literalmente a mesma merda só que amarelo, e juntar sua própria equipe, podendo então dar continuidade a nova era do Podpah, sendo que antes, os dois só tinham experiência em apertar pra gravar na câmera do celular e faziam isso mal ainda, diga-se de passagem.

Em 2021, o Flow continuou a comer poeira enquanto a Dominação Favelada Podcastiana crescia muito. O Podpah resolveu meter a louca e fazer um Podpah 24h, ideia que surgiu quando Mítico falou pro Igão:   Tá com promoção de cocaína lá na boca, bora aproveitar pra farmar muito dinheiro  , e também essa ideia de 24h é uma cópia da série do Jack Bauer. Consistiu de conversas extremamente aleatórias durante muitas horas com alguns caras que tão estourando na internet, como o Lucas Inutilismo, pois esses chamam muitos cliques para o programa. Coitado dos convidados, ser convidado às 04:00h da manhã arriscando pegar Covid pra chegar em um local cheio de bebum caindo da cadeira e do sofá e ser apenas mais um convidado de bosta.

Os apresentadoresEditar

 
À esquerda, Mítico Jovem, um dos apresentadores do Podpah.
  • Mítico Jovem: É um gordola ex-DJ com cara de chinês/retardado/mongol (aqui pode falar essa palavra) de pau minúsculo (explanado por sua ex-namorada) e alucinado por pirocas,[1] que é a pessoa mais chata do mundo bêbado, pois começa a reclamar que as pessoas estão reclamando dele e coloca o pé fedido em cima da mesa (indicando que roubaram também os hábitos ruins do Flow). Mítico vive falando que só tá engordando por causa da quarentena, só esquece de mencionar que se refere a quarentena de Chernobyl em 1986.
  • Igão Âmdergraumdi: É expert em McDonald's e é casado com Júlio Cocielo desde que entrou no YouTube e o traiu com Mítico pra poder fazer o podcast. Mesmo tendo caído total de paraquedas nesse negócio de podcast, é ele quem conduz o papo durante todas as 354 horas de cada podcast do Podpah, já que Mítico fica só rindo da cara do convidado e falando bosta.


Referências