A picape (pick-up) é um tipo de carro que conta com uma cabine fechada para passageiros e uma carroceria aberta para levar cargas. Tem de todos os tamanhos, desde kei jidosha até full-size americana. Nem sempre são usadas para a finalidade original de transporte de cargas, às vezes há quem compre apenas para ficar desfilando por aí como se o tamanho ou formato do carro compensasse as irrisórias dimensões do órgão reprodutor. Às vezes costumam receber carrocerias especiais para atividades específicas, como ambulâncias.

No BrasilEditar

 
Essa picape recebeu uma carroceria semelhante a um barraco de favela, pois após gastar todo seu dinheiro do prêmio da loteria com putas foi a única coisa que sobrou ao proprietário: uma picape na qual pode merdar morar.

Como veículos a diesel com capacidade de carga inferior a 1000kg que não tenham tração nas 4 rodas com caixa de redução são proibidos no Brasil, as picapes a diesel são símbolo de status, não apenas entre agroboys mas também em cidades grandes onde o culto ao símbolo de poder sobre rodas é comparável somente ao culto ao tamanho do pênis. Ao contrário do interior, porém, nas cidades os SUVs gozam de alguma popularidade. Geralmente o som é melhor e mais caro que o carro em si.

Aberrações brasileirasEditar

No país do 1.0, até picapes já receberam essa motorização. Os exemplos mais famosos são os pobres Fiorinos, Saveiros e S-10's.

HistóriaEditar

A primeira picape a ser fabricada foi baseada num "carro caçamba", ou seja, com a traseira modificada. Ele estreou em 1900-e-não-sei-quando e foi vendido por alguns dólares (do Zimbábue). Os primeiros 34 mil fabricados no primeiro ano apresentavam uma caixa de carga traseira regulável, de acordo com o animal que fosse ser carregado. Vários anos depois, foram lançadas picapes na Austrália, conhecidas como "utilities" ou "carros-cangurus".

Exemplos de picapeEditar

Ver tambémEditar


Este artigo é de um custo não muito elevado,
e vai ficar melhor assim que você assumir como King Size.