Partido Socialista do Oco na Linguiça

(Redirecionado de PSOL)
Atenção.jpg Este artigo trata de informações desatuais.

Logo, recomendamos que você largue de preguiça e dê uma atualizada neste artigo.
Caso seja necessário, tire as sátiras fora de contexto colocadas por vândalos pré-históricos aqui e crie piadas novas para que o artigo volte a ser engraçado e não apenas idiota.
Nós da Desciclopédia agradecemos.


Molon.jpg Este artigo pode te levar para o lado rosa da Força!

Partido Socialismo e Liberdade acha um luxo esse artigo.

Não o leia, exceto se você for macho, mulher ou está pintando as unhas de glitter.

O PSOL, também conhecido como Partido da Sacanagem dos Ociosos e Lacradores e chamado pelos entendidos na arte da politicagem de esQUEERda rihappy, é uma estratégia de rebranding de caráter mercadológico em relação a infame grife PT, ligada iconicamente a controversa figura populista e politiqueira do Luíf Ináffio Lula da Filva, sendo uma tentativa de reposicionamento do sindicalismo pelego e dos ativismos identitários de caráter fisiológico na tentativa de sobreviver a uma eventual queda do lulismo por conta da morte de seu ídolo, que em breve deve estar em breve dando a sua sentada no colo do capeta.

Partido dos Super Ociosos e Lesados
PSOL.jpg
Partido Socialista do Oco na Linguiça
Número 50
Líder Guilherme Boulos
Fundador Luciana Krabs Genro
Heloí$a Helena
Fundação 6 de julho de 2004
Ideologia Capitalismo para nós, socialismo para vocês
Espectro
político
Extrema-esquerda
Membros notáveis Heloí$a Helena
Luciana Genro
Jean Hitler Wyllys
Chico Bento
Marcelo Frouxo
Felipe Neto
Glauber Braga
Marielle Franco
Afiliação Comando Vermelho
Black Bloc
OAB
UNE
PSTU
PCdoB
PCB
PT
Site psol50.org.br
Heloísa Helena mostrando o tamanho da córrrrupção

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Partido de piroca Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Partido Socialismo e Liberdade
Cquote1.png Experimente também: votar em qualquer outro candidato Cquote2.png
Sugestão do Google para Partido Socialismo e Liberdade
Cquote1.svg Você quis dizer: Aparelhamento Político Cquote2.svg
Google sobre Partido Socialismo e Liberdade
Cquote1.svg Homossexualidade? Causas Feministas? E OS TRABALHADORES CARALHO?? Cquote2.svg
Comunista raiz sobre PSOL
Cquote1.svg Somos socialistas mas apoiamos a diversidade e a liberdade Cquote2.svg
PSOL sobre citação acima
Cquote1.svg Liber o que? Isso é papo de capitalista safado seu burguês de merda! Cquote2.svg
Comunista raiz sobre PSOL
Cquote1.svg Partido de socialista nutella Cquote2.svg
PCO sobre PSOL
Cquote1.svg É um partido de piroca Cquote2.svg
Jair Bolsonaro sobre PSOL
Cquote1.svg Filhas da putas e bibas estão nesse partido de merda Cquote2.svg
Clodovil sobre PSOL.
Cquote1.svg Chiquinha, quantas vezes já disse que não gosto que haja como idiota... Cquote2.svg
Seu Madruga sobre Heloísa Helena no PSOL.
Cquote1.svg Você traiu o movimento PT, véio! Cquote2.svg
Dado Dolabella sobre militante do PSOL
Cquote1.svg Abaixo o Piçol! Cquote2.svg
Olavo de Carvalho demonstrando toda a sua sabedoria sobre o PSOL
Cquote1.svg É o Partido do Sol? Cquote2.svg
Carla Perez sobre PSOL.
Cquote1.svg COMUNAS!!!! Cquote2.svg
Conservador sobre PSOL.
Cquote1.svg Tem pessoas que banqueiro ajuda... para todas as outras existe o PSOL Cquote2.svg
PSOL sobre banqueiros.
Cquote1.svg Mais um pouco e meu pedido de filiação está aceito. Foi só mexer os pauzinhos. Cquote2.svg
Sara Winter sobre a facilidade de se filiar ao PSOL
Cquote1.svg Você quis dizer: Partido Solta Odor de Lixo Cquote2.svg
Google sobre Partido Socialismo e Liberdade

Se trata de uma tentativa de vender aos incautos uma falsa ideia de um partido livre da corrupção corrente nas instituições e comumente usado de chamariz pela Imprensa Marrom, mas na prática está para o PT assim como a Coca-Cola Zero está para a Coca-Cola açucarada que os mais incautos consomem em seu dia-a-dia, se sujeitando a vários problemas de saúde por conta de sua alimentação nada saudável, dado que o refrigerante pretensamente dietético tem edulcorantes ainda mais daninhos para a saúde das pessoas que o açúcar.

HistóriaEditar

A história do PSOL é marcada por várias fases que mostram muito bem a sua formação como uma espécie de recópia do PT, sendo que a substituição da icônica imagem da estrela de cinco pontas, geralmente relacionada ao satanismo e da cor vermelha pela imagem quase infantiloide de um SOL com o vermelho sendo substituído em grande parte pelo amarelo para dar uma aparência mais amigável aos mais incautos, geralmente desconfiados das intenções do insapiente molusco, sendo que vemos em cada uma delas a tentativa, por enquanto ainda não tão bem sucedida, de se tornar o substituto do PT no coração e na mente das pessoas, mas com uma imagem bem mais amigável do que a do PT raiz, como se fosse uma espécie de PT New Generation, só que sem o estigma pesado de corrupção e fisiologismo relacionado a tal partido político, tentando terminar o serviço sujo que Lula convenientemente acabou por deixar pelas metades.

FormaçãoEditar

​ A formação inicial do PSOL contou com a presença de Heloísa Helena, também conhecida como marmita do Luiz Estevão, um conhecido galã da política que pertencia a roda dos playboys de Brasília, que alguns anos antes tinha sido caçado, digo, cassado por seus abusos pelo Senado Federal, ocasião em cuja votação os votos, em teoria sigilosos, foram vazados por José Roberto Arruda a mando de ACM, o que viria a dar espaço para a treta do mesmo com Jader Barbalho resultando na renúncia dos três e no colapso da base política do governo do Fernando Henrique Cardoso.

Em sua companhia, havia a presença de um velho caquético chamado pelo conveniente nome de Babá e de uma garota então relativamente jovem de nome Luciana Genro, que se uniram para vender a ideia de santidade no suposto rompimento com o PT, que estaria comprometido com a zelite e teria abandonado as pretensões supostamente revolucionárias do partido quando de sua raiz, sendo que os mesmos tinham sido coniventes até então com todos os desmandos lulistas, incluindo-se ai a transição do partido para um perfil aparentemente moderado e todas as pirotecnias do partido no sentido de tentar se vender como algo palatável até 2003, quando tais oportunistas marcaram seu rompimento.

Um fato curioso é que Tarso Genro, há pouco saído da prefeitura de Porto Alegre, nem se deu ao trabalho de acompanhar a sua filha em tal desventura política, preferindo continuar no PTzão raiz e sendo recompensado por isso com o Ministério da Educação, o Ministério das Relações Institucionais e o Ministério da Justiça no Brasil, além, é claro, de ter tido condições para tentar mais uma vez e ganhado o governo do estado do Rio Grande do Sul, o que mostra bem o nível de confiabilidade de tal partido aos olhos da esquerda de então.

Inclusive é fato notório que a União da Juventude Socialista, então ligada ao PCdoB chegou, em paródia ao processo de recolhimento de assinaturas e em paródia a sigla do partido ser colocada como PSOL, resolveu lançar processo semelhante de recolhimento de assinaturas para a formação de um partido com o nome de PSKOL, sendo que tal processo teria recolhido mais assinaturas do que o próprio PSOL teria conseguido pra se legitimar como legenda política, sendo isso uma piada recorrente em fóruns da Esquerda política no Orkut.

Consta ainda que o Olavo de Carvalho, no alto de sua sapiência filosófica, foi se dar ao trabalho de criar uma comunidade no Orkut com o nome de Abaixo o Piçol, que ao contrário de muitos projetos olávicos, não teve muito sucesso de audiência pelo simples fato de o PSOL ser considerado então como uma verdadeira piada por todas as pessoas relevantes na política da época, seja a direita, seja a esquerda ou seja no centrão.

Ao fim, um grupo de nove demagogos então filiados ao PT com cargos de deputado federal se desligaram do PT para entrar no novo partido, sendo que desses a maioria deles perdeu os mandatos que tinham conseguidos com a ajuda dos votos do coeficiente eleitoral do PT raiz e de eventuais coligações partidárias que o mesmo fazia Brasil afora.

Consolidação PolíticaEditar

Em 2006, Heloísa Helena, então a manda-chuva de tal partideco, resolveu se lançar em grandes pretensões como candidata a presidência, sendo a principal responsável pelo prolongamento da surra de pau mole que representou a disputa eleitoral entre o molusco, então detonado pelo escândalo do Mensalão e Gelado Alckmin, o picolé de chuchu insosso e sem graça que a maior parte do Brasil não engolia e que só era suportado justamente pra fazer um contraponto ao poderio lulista, visto desde sempre com desconfiança pela direita política brasileira.

Neste momento, uma turma relativamente nova começa a ganhar mandatos, onde se destaca o nome de Marcelo Frouxo, que ganharia fama de paladino na luta contra os milicianos e viraria o queridinho dos hipsters da zona sul carioca, sendo sempre sondado para uma candidatura a prefeito que o mesmo sempre perdia.

Em tal ocasião, o partido consegue eleger apenas três deputados federais e nisso vê sua presença minguada naquele período que seria o momento áureo do lulismo no Brasil, onde vultosos fundos irrigavam abutres e parasitas em geral, seja na imprensa, seja no alto empresariado, sendo que então projetos megalomaníacos tiveram espaço contando com dinheiro subsidiado pelo BNDES com prazos a perder de vista e muitas vezes a fundo perdido, sendo que ainda assim as aparências se mantinham de pé pela força do agronegócio e de recursos provenientes do estrangeiro, que viam então o Brasil como a terra das oportunidades no sentido de fazer um lucro fácil, ganhando tanto com os altos juros que o governo pagava nos títulos de dívida pública quanto com a reconversão futura dos valores em dólares, que ficava então cada vez mais e mais depreciado no país.

Em 2010, com o Lula tendo cagado de leve a confiança de seus correligionários no PT raíz e aliados em seus aliados fiéis, tais como o PCdoB tentando forçar a todo custo a candidatura de sua preposta Dilma Rousseff, o PSOL lança Plínio Salgado, digo, Plínio de Arruda Sampaio, lider fascista apologista do integralismo, digo, pretensa reserva moral da esquerda política brasileira que renderia vários memes forçados e que tendo mesmo tido apenas 1% dos votos na ocasião, permitiu a recuperação de espaço por parte de tal legenda a nível nacional, elegendo número de deputados mais ou menos equivalente ao número de deputados que tinham debandado do PT quando da fundação de tal partido. ​ Em meio a turma nova que ganhou mandatos em tal ocasião, entraram como destaques Jean Wyllys, icone gay proveniente do BBB e que uma vez eleito viria a se tornar o principal saco de pancadas da bancada evangélica e Randolfe Rodrigues, que viria a se tornar o primeiro senador pela legenda no distante e honorifício estado do Amapá, usado por José Sarney para se manter como senador durante mais de três décadas. ​ Nas Jornadas de junho de 2013, o PSOL, ainda tratado como piada pela esquerda afeita do lulismo, tentou a todo custo fazer o aparelhamento político do circo de marchas que tomou o Brasil inteiro com um monte de gente indo protestar por conta dos constantes aumentos da passagem do busão, no entanto, assim como todas as outras legendas da esquerda, foi tratado com repúdio ou mesmo com indiferença pelo grosso do pessoal envolvido em tais marchas, que era mais simpático aos demagogos do MBL, que pareciam falar uma língua mais próxima a tal plebe há muito tempo desassistida pelos pelegos afeitos ao sindicalismo que apoiavam explicitamente ou implicitamente o Lula na ocasião, dando de costas para os trabalhadores em geral.

Em 2014, é lançada uma já envelhecida Luciana Genro para a presidência, enquanto o papai tentava a reeleição para o governo gaúcho, sendo que tal candidatura foi lançada justamente para afastar as eventuais suspeitas de paitrocínio por parte do pai dela caso a mesma saísse como deputada, coisa que eventualmente poderia comprometê-la do ponto de vista político. Dessa vez, tanto o pai quanto a filha deram com os burros n'água.

Período RecenteEditar


ComposiçãoEditar

também conhecido vulgarmente como esquerda rihappy é o nome usado pela corrente bolchevique do Partido dos Traficantes. É um partido de pirocas esquerda formado por um bando que mal amados que não aceitaram dizer amém para o Deus do PT, ou seja,  e não conseguiram aprender o Lullanêif direito. Como não conseguiram passar pela cláusula de barreira, teriam que se fundir com outro partido, para não se fundirem (sic), mas a cláusula de barreira caiu...

HistóricoEditar

 
Super-PSOL, mascote do partido. Repare como ele é forte!
 
Dente de Heloísa Helena rompe com suas falácias e filia-se novamente ao PT.

O PSOL foi criado pelos exonerados, kickados, banidos, etc do PT: Heloísa Helena, também conhecida por ter sido a marmita do Luís Estêvão, Babá e Luciana Genro. Dada a origem social de seus primeiros fundadores, bem como dos primeiros seguidores daqueles, é comum a referência à sigla do partido como "Partido dos Servidores que Odeiam o Lula". Diante desse desafio, o PSOL defende as utópicas reformas de base, estatização de tudo, financiamento público de campanha para justificar a adesão de indivíduos homossexuais do meio artístico e cultural, sobretudo, os maconheiros estudantes das universidades públicas e dos atores globais. No fundo é um abrigo para ex-radicais do PT, em especial, os subversivos, comunistas e com Q.I acima de 10.

Depois de rejeitar votar naquela "infame reforma da (CÓÓÓÓÓÓRRRRRUPIIIÇÃÃÃÃÃOO) previdência, a égua-de-troia do ultraneoliberalismo dos delinquentes de luxo capitalistas sem pátria", Heloísa Helena (a Chiquinha brasileira) e seus seguidores fundaram um partido socialista, com o objetivo de "varrer da política os burgueses sanguessugas submissos aos mandos das grandes corporações e dos cidadãos em geral". O messianismo de Heloísa Helena pode até irritar alguns. Mas provavelmente são pequenos-burgueses que fazem parte da escumalha que vive de renda e do sangue do proletariado.

Como todo partido de ultra-hipermegananoesquerda (como PSTU, PT, PCdoB e PCB), o PSOL tem, em todo o país, um número de militantes ou seguidores não muito maior do que o necessário para lotar três kombis. Em geral, são servidores públicos eleitos ou radicais socialistas moleques bancados pelo papai, do cursinho carésimo àquela república esperta em que moram enquanto frequentam a universidade federal. Há quem diga que de tanto ir pra esquerda, acabaram dando a volta e encontrando a direita, tendo inclusive votado junto ao saudoso companheiro Antônio Carlos Magalhães no Senado Federal.

Como em qualquer lugar em que se encontre um trotskista, o PSOL vive constantemente a ameaça de grandes rachas no interior do partido. Afinal, para quem quer diferenciar um trotskista de um tijolo basta jogar ambos na parede, e o que rachar primeiro é o trotskista.

Programa de governoEditar

Não existe programa de governo por parte do PSOL, até porque a única coisa que importa para o PSOL é viver de lacração no meio universitário e secundarista entre alunos mais vulneráveis a suas firulas de caráter demagógico.

Bandeiras PolíticasEditar

Celetização da ProstituiçãoEditar

Cultura do cancelamento aplicado a história do BrasilEditar

Apologia a Teoria Queer e a um suposto "pronome neutro"Editar

Uso de "coletivos" para imposição de bandeiras de caráter demagógicoEditar

Aparelhamento político de grupos minoritáriosEditar

Outras bandeiras menos importantesEditar

 
PSOL fazendo propaganda pra tentar formar gado político por meio do XVideos.
 
Adolfe Rodrigues, ex-membro do partido, hoje parte na Rede Sustentabilidade.
 
Outro importante membro do partido, mostrando que tem total noção do ridículo.
 
Marielle Franco, a grande mártir do PSOL, recebendo, na condição de carioca, todo o carinho da sociedade paulistana pelos valorosos feitos de seus correligionários a Estátua de Bola Gato.

  • Reduzir a criminalidade (na verdade, não querem isso, eles só precisam defender isso pra tentar ganhar voto de direitista) jogando LUZ em ruas escuras (é, isso aí, criminosos são igual a vampiro, a luz vai derreter eles)...

  • Querem construir maconhódromos por todo o país, afinal, ninguém precisa de emprego, hospital funcionando ou escolas que prestem, precisa ficar chapadão o dia todo (e a grana da maconha sempre virá do seu papai). E foda-se se isso espantar todos os empresários e turistas do mundo....

  • Querem construir 999999999 estatais, pra controlar até seu peido e sua respiração. Inclusive querem criar mais uns 300 bancos estatais, pra poder imitar a "burguesia imperialista ianque" que eles sempre criticam, e ver se conseguem roubar a população de forma legalizada, com muitas taxas e juros, não só através de roubos de terras como seus amigos do MST.

  • Querem construir saunas gay a cada 300 metros de calçada, tudo com vidro transparente

  • Vão legalizar os mendigos e drogados nas ruas, afinal, rua boa é aquela que fede a maconha e urina, igual a Lapa, região preferida dos militantes do PSOL

  • Vão expropriar os shoppings do país e transformar em templos maiores dos que o da Igreja Universal, todos com cor vermelha e a foice e martelo da União Soviética, e eles terão o nome de Igreja Socialista do Reino de Lênin, onde ensinarão todo mundo a ser vagabundo, drogado, viado e babaca, igual todo esquerdista normalmente é.

  • Vão obrigar todos os estacionamentos a terem 90% das suas vagas exclusivas para esquerdistas, drogados, cotistas, viados, funcionários públicos e funkeiros. Daí os outros 10% são pra idosos e portadores de deficiência, e o resto que se exploda, rico burguês branco que mora em favela e votou no Bolsonaro não tem direito a usar carro, só a nata da elite operária negra.

  • Vão invadir a Rede Globo e transformá-la num instrumento em prol da expansão do Comunismo. Ops... mas ela já é comunista atualmente, o que mais tem lá dentro é viado e esquerdista....

  • Vão liberar a favelização em terras improdutivas do país, como as praias, todas as ruas e avenidas, áreas indígenas, áreas florestais, os shoppings, no seu prédio, na sua casa, e onde mais der pra enfiar barraco. Afinal, esquerdista odeia a riqueza que não está no bolso dele.

  • Irão alterar o horário de funcionamento das escolas para 24 horas por dia. Afinal, segundo a esquerda, as crianças são propriedade do Estado e não das famílias. Então, é legítimo roubar os filhos das pessoas e aplicar lavagem cerebral continuada até transformá-los em robozinhos repetidores de bordão.

  • Vai transformar todos os velhos orelhões de telefone em cabines para a prática de pedofilia, que é algo muito "saudável" que a esquerda defende.

  • Estatizar toda a riqueza nacional assim tirando toda a fortuna dos magnatas para distribuir ao povão mesmo que tal "magnata capitalista explorador" tenha dado duro e trabalhado muito no passado para construir o seu patrimônio, afinal de contas, o capitalismo é uma merda, né? Se for pra uns viverem na miséria enquanto outros no luxo, que vivam todos na pobreza passando fome igualmente como o bom e velho comunismo igualitário prega, e ninguém mais vai precisar trabalhar para crescer na vida também, pois o capetalismo neo-liberal faz de você um escravo do trabalho braçal e tira os seus direitos de trabalhador.

  • Criação da Clínica do Aborto, de uso exclusivo para a elite esquerdista milionária. Assim, quem for rico e ligado ao PSOL poderá funhanhar à vontade, e poderá fazer abortos infinitos, afinal, o dinheiro público é infinito, ué!!! Quem vai pagar a conta dos bilhões de reais em salários de médicos, anestesistas, do custo dos aparelhos, energia elétrica, remédios e afins das Clínicas, claro, será o povão pobre dos subúrbios e favelas, afinal, é pra isso que a esquerda cobra tanta imposto!! Se eles morrerem de fome de tanto pagar nossos abortos, a gente se preocupa depois.

  • Vão libertar todos os criminosos em geral da prisão para que eles tenham uma segunda chance na vida, afinal todos merecem uma chance de recomeçar e aprender com os erros, né? Mesmo que sejam assassinos em série que já mataram 20 pessoas, ladrões que explodiram caixas eletrônicos em um banco e estupradores que abusaram de 15 mulheres e que muito provavelmente vão voltar a cometer os mesmos crimes que cometiam antes de serem presos.

  • Reduzir a criminalidade (na verdade, não querem isso, eles só precisam defender isso pra tentar ganhar voto de direitista) jogando LUZ em ruas escuras (é, isso aí, criminosos são igual a vampiro, a luz vai derreter eles)...
  • Querem construir maconhódromos por todo o país, afinal, ninguém precisa de emprego, hospital funcionando ou escolas que prestem, precisa ficar chapadão o dia todo (e a grana da maconha sempre virá do seu papai). E foda-se se isso espantar todos os empresários e turistas do mundo....
  • Querem construir 999999999 estatais, pra controlar até seu peido e sua respiração. Inclusive querem criar mais uns 300 bancos estatais, pra poder imitar a "burguesia imperialista ianque" que eles sempre criticam, e ver se conseguem roubar a população de forma legalizada, com muitas taxas e juros, não só através de roubos de terras como seus amigos do MST.
  • Querem construir saunas gay a cada 300 metros de calçada, tudo com vidro transparente
  • Vão legalizar os mendigos e drogados nas ruas, afinal, rua boa é aquela que fede a maconha e urina, igual a Lapa, região preferida dos militantes do PSOL
  • Vão expropriar os shoppings do país e transformar em templos maiores dos que o da Igreja Universal, todos com cor vermelha e a foice e martelo da União Soviética, e eles terão o nome de Igreja Socialista do Reino de Lênin, onde ensinarão todo mundo a ser vagabundo, drogado, viado e babaca, igual todo esquerdista normalmente é.
  • Vão obrigar todos os estacionamentos a terem 90% das suas vagas exclusivas para esquerdistas, drogados, cotistas, viados, funcionários públicos e funkeiros. Daí os outros 10% são pra idosos e portadores de deficiência, e o resto que se exploda, rico burguês branco que mora em favela e votou no Bolsonaro não tem direito a usar carro, só a nata da elite operária negra.
  • Vão invadir a Rede Globo e transformá-la num instrumento em prol da expansão do Comunismo. Ops... mas ela já é comunista atualmente, o que mais tem lá dentro é viado e esquerdista....
  • Vão liberar a favelização em terras improdutivas do país, como as praias, todas as ruas e avenidas, áreas indígenas, áreas florestais, os shoppings, no seu prédio, na sua casa, e onde mais der pra enfiar barraco. Afinal, esquerdista odeia a riqueza que não está no bolso dele.
  • Irão alterar o horário de funcionamento das escolas para 24 horas por dia. Afinal, segundo a esquerda, as crianças são propriedade do Estado e não das famílias. Então, é legítimo roubar os filhos das pessoas e aplicar lavagem cerebral continuada até transformá-los em robozinhos repetidores de bordão.
  • Vai transformar todos os velhos orelhões de telefone em cabines para a prática de pedofilia, que é algo muito "saudável" que a esquerda defende.
  • Estatizar toda a riqueza nacional assim tirando toda a fortuna dos magnatas para distribuir ao povão mesmo que tal "magnata capitalista explorador" tenha dado duro e trabalhado muito no passado para construir o seu patrimônio, afinal de contas, o capitalismo é uma merda, né? Se for pra uns viverem na miséria enquanto outros no luxo, que vivam todos na pobreza passando fome igualmente como o bom e velho comunismo igualitário prega, e ninguém mais vai precisar trabalhar para crescer na vida também, pois o capetalismo neo-liberal faz de você um escravo do trabalho braçal e tira os seus direitos de trabalhador.
  • Criação da Clínica do Aborto, de uso exclusivo para a elite esquerdista milionária. Assim, quem for rico e ligado ao PSOL poderá funhanhar à vontade, e poderá fazer abortos infinitos, afinal, o dinheiro público é infinito, ué!!! Quem vai pagar a conta dos bilhões de reais em salários de médicos, anestesistas, do custo dos aparelhos, energia elétrica, remédios e afins das Clínicas, claro, será o povão pobre dos subúrbios e favelas, afinal, é pra isso que a esquerda cobra tanta imposto!! Se eles morrerem de fome de tanto pagar nossos abortos, a gente se preocupa depois.
  • Vão libertar todos os criminosos em geral da prisão para que eles tenham uma segunda chance na vida, afinal todos merecem uma chance de recomeçar e aprender com os erros, né? Mesmo que sejam assassinos em série que já mataram 20 pessoas, ladrões que explodiram caixas eletrônicos em um banco e estupradores que abusaram de 15 mulheres e que muito provavelmente vão voltar a cometer os mesmos crimes que cometiam antes de serem presos.
  • Legalização da profissão de flanelinha, inclusive dentro dos estacionamentos particulares das casas e dos prédios das pessoas. Afinal, assim como o comunismo, o que é seu, é meu.
  • Criação do Vale-Maconha
  • Criação do Bolsa-Presidiário
  • Criação do Minha Favela Minha Vida
  • Criação do programa Meu Primeiro Assalto
  • Criação do programa Trabalho Zero
  • Criação do programa Aborto Maneiro
  • Criação do programa Sustentado pelo Governo

NúmeroEditar

50. Foi decidido por esse número em convenção, por mais que o pessoal pensasse em 51, acharam que esse número não seria uma boa ideia. E também o 50 para virar 25 (do PFL, oops, Democratas) é só dividir por 2, coisa que Trotsky gostava bastante, por sinal, dividir.

Ver tambémEditar

HINO DO PSOLEditar

Veja aqui o HINO DO PSOL:


  Conheça também a versão oposta de Partido Socialismo e Liberdade no Mundo do Contra:

 

Referências

  1. Ignorando o fato de serem todas de esquerda