Bem-vindos à Desciclopédia

A enciclopédia livre de conteúdo que qualquer um pode editar.

60 985 artigos · 202 576 imagens

Ajuda

Embaixada

Perguntas

Políticas

Portal comunitário

Mídia

Chat

Contribuir

Artigo em destaque
Famoso retrato que mostra como as Forças de Paz Britânicas tiveram dificuldades na guerra contra os badernistas Sith.

Revolução Americana foi um ato covarde e traiçoeiro de desobediência militar e civil por parte dos norte-americanos contra seus ex-donos a Grã-Bretanha. Um conflito que se estendeu de 1765 até 1783 acreditando-se ser a origem de um vindouro holocausto global que assolou várias grandes potências europeias uma vez que a insurreição norte-americana inspirou outras badernas em todas partes do mundo, levando a humanidade para um grande caos de desobediência e insubordinação que perdura até os dias de hoje. Esta inconsequente e egoísta guerra de independência foi causada diretamente por latifundiários e aristocratas que viviam nas colônias americanas e que não queriam pagar seus impostos, não havendo registros de que os rednecks, índios, escravos e proletariado quisessem modificar qualquer coisa.

Os principais nomes da revolução foram George Washington, originalmente um limpador de chaminés de Nova York, Benjamin Franklin, um crítico de gastronomia e fundador do programa Masterchef, Thomas Jefferson, que mais tarde fundaria uma banda de rock psicodélico de apologia ao consumo de LSD 'Jefferson Airplane', Thomas Paine, um proxeneta de sucesso e John Adams, que mais tarde se tornaria presidente da ASS (Association of Suckers and Sluts). Esses homens constituiriam a nata da sociedade americana de sua época e com seu empenho e tenacidade, liderariam o bem sucedido movimento pela independência das Treze Colônias.

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter



Eventos recentes


Neste dia...



Imagem do dia
 
Apresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desciclopédia, uma (des)enciclopédia escrita com a colaboração de seus leitores. A Desciclopédia é um site de humor debochado e seu conteúdo não deve ser levado a sério. Todas as nossas regras e políticas convergem para um só princípio: ser engraçado e não apenas idiota. É um princípio amoral, mas que implica numa ética subjacente. Significa que, no âmbito da Desciclopédia, só podem ter procedência as críticas que se refiram à qualidade divertida de um artigo. Não tem, portanto, nenhum sentido tentar defender os méritos morais ou artísticos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, programa, game, etc.) e que tenha sido sacaneado num artigo da Desciclopédia. Essas coisas não interessam nem um honorável pouquinho aqui.


Participação

Todos podem publicar conteúdo on-line desde que não sejam vândalos ou desrespeitem as regras.

Dentre as diversas páginas de ajuda à sua disposição, estão as que explicam como criar um artigo, editar um artigo ou inserir uma imagem. Em caso de dúvidas, não hesite em perguntar e dar sua apnião.


Comunidade
A comunidade vem crescendo dia após dia. Porém precisamos de mais colaboradores para podermos ampliar o número de artigos em língua portuguesa e expandir, melhorar e consolidar os que já existem.


Projetos irmãos

A Desciclopédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundação Desciclomídia. A Desciclomídia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com conteúdo livre:

Idioma