Norður-Ísafjarðarsýsla

Inferno, o verdadeiro Paraíso na Islândia

Norður-Ísafjarðarsýsla é pátria da seita conhecida como Igreja Islandense Cristã Radical Reformada do Sétimo Forno do Inferno - IICRRSFI, o que em islandense signifiza Paz.

Quando o apóstolo São Tiago Esquimó chegou da Judéia para pregar Jesus Cristo na Islândia, os vikings seguidores de Thor resolveram o martirizar, matando aquele pregador chato. E decidiram jogar São Tiago num caldeirão de água fervente.

Como estava muito frio, São Tiago efetivamente até gostou.

Os vikings então pensaram que se tratava de um milagre e se converteram. E pediram para ser batizados. De preferência com água quente.

Desde então Norður-Ísafjarðarsýsla foi sede de uma grande comunidade cristã bem ativa. A única diferença de suas congêneres européias é que a Igreja Islandense batizava os fiéis todo dia, de preferência com água quente. Outra diferença fundamental é que enquanto o culto cristão tradicional usava vinho, na Igreja da Islândia se usa vinho quente.

Foi no século XVI que a Reforma atingiu a Igreja da Islândia e os islandenses reformularam todos seus conceitos religiosos. Os fiéis islandenses questionaram como o Inferno poderia ser um lugar ruim, se lá tinha fogo e era bem quentinho. Assim os fiéis islandenses passaram orar ao Diabo para que viesse a eles o seu reino infernal de fogo, e de preferência que ficassem bem quentinhos....