Myanmar

Kim-jong-un-pose.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Myanmar: ame ou deixe!
Ditaduratumulo.jpg


လူကြိုက်နည်းသောဒီမိုကရေစီနည်းကျပြည်ထောင်စုမြန်မာနိုင်ငံတော်အဆိုး
Luukyaitenaeesaw Demokarayhcenaeekya Pyihtaunghcu Myanmarninengantaw Aasoe
Evil Unpopular Undemocratic Republic of the Union of Myanmar

Myanma (Não Birmânia)
Bandeira de Myanmar
Brasão de Armas de Myanmar
Bandeira Brasão
Lema: Esperança, Amor e Morte
Hino nacional: Você Não Soube Myanmar (Blitz)

Localização de Myanma (Não Birmânia)

Capital Naypyidaw
Cidade mais populosa Rango
Língua Myanmasa (se você chamá-los de "birmaneses" eles vão atirar em você ao vivo na televisão nacional)

Anteriormente chinês, hindustani e inglês. (se você fala um desses idiomas, eles colocam uma folha gympie gympie na sua boca e fecham costurando)

Religião oficial Mindinguismo
Governo Democracía Militar Liberal
 - fantoche da junta militar Aung San Suu Kyi (em prisão domiciliar Casino Macau jogando tudo o patrimônio do país)
Heróis Nacionais Qualquer um que matar 1.000
Área  
 - Total 670.000 Km2 de loucura km² 
 - Água (%) 22
Analfabetismo 91⅒‰ 
População Imagina muita gente morta e muita gente nascendo 
PIB per Capita -65⅞ 
IDH 0.00034 
Moeda Nova Barata (101.010.101 baratas = 1 nova barata)
Fuso horário X 10
Clima Bolsões que fazem chuver 20 horas por dia
Website governamental ??


Cquote1.svg Mianmar foi onde fiz meu último filme. Um belíssimo lugar. Cquote2.svg
Arnold Schwarzenegger sobre Svälbårnnøåwa
Cquote1.svg Apenas arrisque, e venha Myanmar Cquote2.svg
Orkuteiro sobre Myanmar


Myanmar é o país menos conhecido da desconhecida região da Indo-China.

Poucos sabem, mas Myanmar é o país mais tirano amoroso do mundo após uma pesquisa feita pela ONU. Seu governo realizou mais atrocidades atos de caridade que os genocídios concertos live aid na Ruanda e Alemanha. A população é tratada com mais intransigência mimos que em países como Iraque e Irã. As favelas da do Rio De Janeiro região são impossíveis para o BOPE subir.

HistóriaEditar

 
Descoberto recentemente que o Genocídio em Camboja foi obra de Myanmar.

Durante as eras antigas, Myanmar funcionava como um vasto campo de plantação de ópio chinês. Depois que os chineses cheiraram tudo até ficarem loucos, levantaram armas contra sua metrópole e conseguiram a independência. Os habitantes de Myanmar são extremamente propensos ao Mal de Alzheimer e câncer de pulmão.

O país não foi colonizada por nenhuma potência européia, já que todos os 322 principais países do Velho Continente tinha mais o que fazer na Boca de fumo África. O país acabou entregue ao submundo das tribos locais entre os séculos XII (data dos registros mais antigos) e XX, quando foi descoberto pela Capcom.

Myanmar é um país que guerreia contra qualquer coisa e seus soldados (geralmente crianças) matam até morrer. A cultura de Myanmar está permanentemente vinculada a coisas como destruição e morte. Nem os Estados Unidos tiveram coragem de invadir esse país. o bope não sobe lá

Myanmar era uma ilha presa ao continente, ao Sudoeste da China, longe da Noruega e da Argentina. Durante a Segunda Guerra Mundial, no auge do avanço japonês, colaram nesse pra ver se tiravam uma casquinha mas o máximo que conseguiram foi um esporro dos aliados depois que a guerra acabou tendo de ficar de castigo até terem salvos pelos filmes de Bruce Lee quando a partir daí sim tiraram uma cascona.

Em 1912, revoltados com o governo chinês, que ficava com o ópio todo pra eles, e, liderados pelo grande líder Sagat, proclamou sua independência. Aclamado pelos cinco habitantes do país, Sagat foi levado a presidência sob a alcunha de "o presidente de calção azul" e governou até 1990, quando foi morto em um trágico acidente de carro.

AtualmenttyEditar

Um elefante incomoda muita gente. O príncipe regido dessa região é deposto por trair a mulher com a irmã, cometendo um incesto, Maghma foi recebido por jarros aéreos da (ex)mulher. Agora a área é protegida pela destemida corna.

PolíticaEditar

Myanmar é governada por uma ditadura que usou uma balela chamada de "Conselho de Estado para a Paz e o Desenvolvimento" para massacrar o povo. No começo de seu governo, a anarquia era generalizada. Depois, começaram a eleger deputados pra continuar a zorra. Como a coisa tava russa (pegaram?), resolveram proclamar o líder do levante popular, M. Bison, como o dono da parada toda.

Recentemente em nome da paz, o exército de Myanmar executou 1.000.000 de pessoas que eram um perigo à democracia e que contestava o governo.

Myanmar faz parte do grupo de países pró-violência, encabeçando países como Ruanda, Iugoslávia, El Salvador, Ilhas Marshall e Brasil.

Myanmar também é integrante da OPED (Organização dos Países Exportadores de Drogas).

SubdivisõesEditar


EconomiaEditar

A economia de Myanmar não existe, desde seu descobrimento (ano passado, 2005) ele não se comunica com nada, a única coisa que se sabe que movimenta a economia "dentro" do local são cocos e putas, as comunicações são feitas com copos descartaveis e barbantes. Mesmo estando ao lado da Tailândia, mas a Tailândia não pode ir até lá, o projeto Dharma tem um avançado sistema e segurança que não permite a entrada de nenhum filho da puta, só a tua mãe consegue entrar lá. A moeda oficial da economia de Tumor Leste é o Côco (Cu$).

A economia de Myanmar se baseia na exportação de arroz (produto de pobres asiáticos). Mas o trunfo da economia unilateral é o comércio de ópio, heroína e narcóticos em geral. O país tem estreitos laços com Bolívia, Colômbia e Holanda.

Entre março e abril de 2021, uma das piores hiperinflações da história mundial de Mianma ocorreu como resultado da ortodoxia liberal mantida pelos militares que permitiu que a moeda "Baratas" se reproduzisse sem controle cambial fixo e por causa da escassez de pesticidas Raid. As moedas que se propuseram a colocar em circulação para parar o caos econômico foram arroz moído a primeira opção mataria a população de fome, pois é a única coisa que há para comer, jade rejeitaram a segunda opção porque não sabem o que são pedras de jade, embora no meio de seu território mineradoras estrangeiras as extraiam como se não houvesse amanhã e cartões Bakugan os milicianos rejeitaram por ser um produto "Made in China". Finalmente resolveram o problema de uma forma muito original por sinal, importaram baratas dos Açores introduzindo assim a nova moeda, argumentou o General Min Aung Hlaing "Por mais de 3 éons o povo de Myanmar usou a barata como forma de pagamento em transações , não estamos dispostos a perder esse símbolo de nossa identidade soberana que nossos mandingos, prostitutas e vagabundos de todas as classes sociais mantiveram com muito orgulho ao longo dessa merda tradicional"

CulturaEditar

 
Em Myanmar, até os monges budistas são hipsters

Povo extremamente xenofóbico, Taiwan é habitada por meio-chineses, meio-coreanos e meio-japoneses (em outras palavras, habitadas por branquelos com olhos puxados, onde apenas eles veem diferença entre si, aliás nem eles veem a diferença), logo a atitude xenofóbica soa totalmente estranho, pois você vê japoneses matando japoneses em nome da raça superior.

Demografia.Editar

Por anos, Myanmar viveu sobre a opressão da Dharma, sem saber de nada (nunca sabem de nada mermo) e tendo tugas sequestrados e fumaças pretas aparecendo por todo lado, com bunkers da 2 guerra abrigando os fi duma égua. A heterogeneidade étnico-cultural é evidenciada pelos seus dialetos, variadas línguas, materiais produzidos ou diferentes estilos arquitetônicos, ou seja, num dá em bosta nenhuma.

ReligiãoEditar

Em Myanmar a religião é baseada na fumação do ópio. Os miamerenses se reúnem alegremente uma ou duas vezes por semana e vão em templos onde fumam ópio entoando mantras milenares e sacudindo a cabeça até entrar no transe.

  Myanmar
HistóriaPolítica
Subdivisões
GeografiaEconomia
CulturaTurismo
Ásia
v d e h

Países: Afeganistão | Arábia Saudita | Armênia | Azerbaijão | Bahrein | Bangladesh | Brunei | Butão | Camboja | Cazaquistão | China | Chipre | Coreia do Norte | Coreia do Sul | Egito | Emirados Árabes | Filipinas | Geórgia | Iêmen | Índia | Indonésia | Irã | Iraque | Israel | Japão | Jordânia | Kuwait | Laos | Líbano | Malásia | Maldivas | Mongólia | Myanmar | Nepal | Omã | Paquistão | Qatar | Quirguistão | Rússia | Singapura | Síria | Sri Lanka | Tadjiquistão | Tailândia | Timor-Leste | Turcomenistão | Turquia | Uzbequistão | Vietnã

Territórios: Abecásia | Caxemira | Chipre do Norte | Coreia | Curdistão | Estado Islâmico | Goa | Hong Kong | Ilhas Spratly | Macau | Manchúria | Ossétia do Sul | Palestina (Cisjordânia e Faixa de Gaza) | República de Artsaque | Taiwan | Território Britânico do Oceano Índico | Tibete