Inguchétia

Inguchétia(em russo, Ингyшeтя), lar dos lutadores russos, patrocina e incentiva a treta generalizada.

HistóriaEditar

 
Um quadro do século III retratando a cultura da Inguchétia.

A Inguchétia, localizada escondida em algum local entre um monte de paisescos fincados no oeste russo. Foi habitada por valentes e corajosos caucasianos que foram para aquele meio de nada brigar para sobreviver.

O povo da região se acostumou à vida difícil e tudo sempre se resolvia na base da porrada, nunca tinha nada o suficiente e a maneira mais eficiente de sobreviver era abusar de seu próximo.

A região durante á época do Império Russo, União Soviética e Russia Contemporânea foi o orgulho da federação russa. Habitada por machões de todos os tipos, a Inguchétia venceu guerras no grito, as pessoas cagam quando chegam ao país.

Recentemente terroristas suicidas misteriosos (chechenos) tem explodido coisas na Inguchétia. A população e o governo inguchétio não sabem o que fazer, pois resolvem tudo no braço e fica difícil espancar um cara que quer se suicidar se explodindo.

EtniaEditar

 
Dois irmãos inguchétios se divertindo como crianças normais.

Região onde nasceu o ídolo russo Zangief, a Inguchétia é o berço dos lutadores russos sem camisa carecas e com cara de mau. Dragoslav que enfrentou e venceu Rocky Balboa é a máquina russa inguchétia.

Na Inguchétia, nasceu o esporte nacional russo: o Tapa na Vodka. As regras são claras: Os desafiantes sentam numa mesa de bar um de frente para o outro, ambos com cara de mau e com muito anabolizante nos braços. Um garçom boçal serve uns 500 copos de vodka. Os participantes enchem a boca com a vodka e recebem um tapa do adversário propositalmente. O primeiro que cuspir a vodka ao invés de engoli-la perde. Aquele que desmair ou morrer perde também.

PolíticaEditar

As eleições para presidente no país lembram animes japoneses. Um monte de gente com habilidades de luta especiais entram em um torneio de luta. O vencedor se torna presidente da Inguchétia.

A relação com as nações vizinhas é feito na base da porrada. Como a cultura russa é machista, então a Inguchétia não se incomoda em fazer parte da Federação Russa. Por outro lado odeiam povos gays como franceses e Chechenos.