Flash Wolves

Flash Wolves
EscudoFlashWolves.jpg
Brasão
Nome Oficial Trash Wolves
Mais conhecido como Lobinhas
Região Bandeira de Taiwan.png China capitalista
Outras informações sem graça
Quem auxilia essa merda Wanin
O diamante do time Foi embora
Time que mais odeia Equipes americanas


Cquote1.svg Okay-meme.jpg Cquote2.svg
Flash Wolves sobre equipes americanas
Cquote1.svg Tenho medo... Cquote2.svg
SK Telecom T1 sobre Flash Wolves
Cquote1.svg Só eu posso ganhar da SKT todo ano. Cquote2.svg
Afreeca Freecs sobre Flash Wolves

A Flash Wolves é mais uma das inúmeras equipes de League of Legends, formada por virgens taiwaneses, onde atualmente é a equipe que mais presta no campeonato.

Na GPL e LMSEditar

2013 e início da equipeEditar

O time da Flash Wolves foi formado em 2013, mas naquele ano, o time costumava ser uma bosta, onde a região do Taiwan possuía times melhores, como o Taipei Assassins e conseguiram ir para a final do campeonato taiwanês de League of Legends e conseguiram ir para o grupo B da Garena Premier League, mas quatro jogadores resolveram inteligentemente desistir do time, no qual o time conseguiu o feito de perder por W.O nas maiores competições, e quase desistiram do jogo.

O time, sem jogadores, tenta roubar com sucesso os jogadores da extinta Gamania Bears, no qual se classificou para a etapa da Garena Premier League de Inverno, mas depois desistiram de novo, mostrando que o time é realmente covarde, mas conseguiram ganhar um campeonato pseudo-inútil em Taiwan, ganhando de equipes maiores, como Taipei Assassins e ahq e-Sports Club, se classificando para a World Cyber Games, uma espécie de mundial mais fajuto que a Mid-Season Invitational com equipes de todos os campeonatos, excluindo a putaria de profissional e wildcard.

O time jogou no grupo A, onde conseguiu o feito de perder para a equipe da Lyon Gaming, mas pela sorte das outras duas equipes serem totalmente inúteis, se classificou em segundo do grupo, e pegou a Team WE, da China socialista e perdeu por 2 a 0, dando adeus ao campeonato.

2014 e falhasEditar

 
O time da Flash Wolves após uma pipocada.

O ano de 2014 para a equipe da Flash Wolves foi bem pequeno para a equipe, onde seus principais jogadores desistiram e entraram na equipe secundária da Flash Wolves, que incrivelmente fez mais sucesso e o time principal não conseguiu se classificar para a competição principal.

2015 e derrota para paiN ida ao MundialEditar

Com isso, o time da Flash Wolves começou a melhorar e foram para uma das inúmeras Intel Extreme Masters, onde ganharam da Taipei Assasins na final classificatória, onde deu uma vaga para jogar contra os outros vencedores, onde no critério confuso, perderam a primeir contra a SK Gaming, mas depois ganharam um jogo contra a Cloud9 e a mesma SK Gaming, onde se classificaram para as semi-finais, onde perderam para a Team SoloMid por 2 a 1.

Com isso, o time conseguiu ficar em terceiro no segundo split de Verão, e conseguiram uma vaga pro Mundial pela vaga por cotas, onde conseguiram ficar em primeiro do grupo, onde perderam uma das partidas para a PaiN Gaming, onde tudo isso foi para pipocar contra a equipe da Origen, onde perderam por 3 a 1.

2016 e mais títulosEditar

Em 2016, o time ficou mais forte e era um dos favoritos para ganhar o título, mas confundiu várias pessoas quando ficou em segundo do grupo, mas conseguiu vencer a Machi 17 e a ahq e-Sports Club por 3 a 0, ganhando seu primeiro título de expressão, no qual deu uma vaga automática para o Mid-Season Invitational de 2016.

Com isso, foi uma das favoritas, onde conseguiu vencer duas vezes o time da SK Telecom T1, se classificando em primeiro do grupo, mas na fase eliminatória, pipocou como sempre e perdeu para a Counter Logic Gaming.

No segundo split da LMS, também conseguiu ganhar da ahq e-Sports Club por 3 a 2 apertadamente, e também conseguiu uma vaga pro mundial, onde pegou um grupo muito fudido, com a SK Telecom T1, achando que iria ser a mesma facilidade do Mid-Season, a iMay da China e a Cloud9, dos EUA da América do Norte, onde conseguiu vencer uma partida da SKT e da Cloud9, mas mesmo assim não foi páreo e ficou em último do grupo.

2017 e fazendo a LMS virar liga de um time sóEditar

Em 2017, foi a mesma merda e ganhou a LMS no primeiro split, em um jogo fácil contra a ahq, e também foi para Intel Extreme Masters, onde ganhou todas as partidas que participou e ganhou da pipoqueira G2 Esports na final por 2 a 0, ganhando seu primeiro título internacional, onde torcedores da Flash Wolves insistem em considerar a Intel Extreme Masters como um Mundial assim como um certo time.

O título fácil da LMS que veio sobre um time qualquer de lá deu uma vaga para o Mid-Season Invitational 2017, no qual sua liga foi escolhida como uma das mais fracas entre as ligas profissionais até mais que a europeia e estreia na segunda fase do campeonato, onde em três jogos estuprou facilmente o time da SuperMassive eSports, no qual não se sabe o que esse time estava fazendo na segunda fase, no lugar dos certos pipoqueiros internacionais.

MSI 2017Editar

O time da Flash Wolves começou como favorito na competição após ter ganho a competição secundária da IEM, mas apenas acabou o primeiro dia como o saco de pancadas da fase de grupos, quando enfrentou a G2 e a Team WE, onde começou ganhando os dois jogos, mas fizeram muita merda e tomaram duas viradas, mas as coisas melhoraram (ou não) pro time taiwanês, onde enfrentou os dois times mais fracos do grupo (ou não), a TSM (sim, a FW realmente conseguiu vencer um time americano) e a Marines, no qual não fizeram a mesma merda que anteriormente, empatando.

No próximo dia, o time novamente voltou a ser o saco de pancadas no próximo dia, onde mesmo assim, conseguiu a virada após duas vitórias milagrosas, inclusive uma contra sua freguês SK Telecom T1 que entregou o jogo e teve a sorte de disputar o desempate contra a TSM, no qual ganhou facilmente e irá para as quartas-de-final, onde enfrentarão os coreanos.

A própria FW achou que poderia stompar os coreanos, como na fase de grupos, além dos anos passados, mas como era simplesmente a melhor de 5, começaram a jogar achando que fosse contra a GIGABYTE Marines, e com isso, foram stompados pela SKT em três jogos rápidos.

Rift RivalsEditar

Voltando a fazer vergonha internacionalmente, o time da Flash Wolves foi convidada para um torneio amistoso chamado Rift Rivals conseguiu vencer a Team WE e perdeu novamente para a SKT, onde enfrentaram os chineses novamente e a própria Flash Wolves pipocou duas vezes, dando a vaga para os times chineses na final.

Volta de 2017Editar

Na volta do campeonato, o time da Flash Wolves tentou poupar jogadores contra times figurantes, a Raise Gaming e a Wayi Spider, onde o time mesmo com reservas, se fodeu bonito e perdeu as duas partidas, começando a preocupar seus fãs e ir pra zona do rebaixamento, mas depois que seus jogadores principais voltaram ao time, a Flash Wolves conseguiu várias vitórias e aproveitando várias derrotas inesperadas da própria Raise e da sua freguês, a Ahq, o time conseguiu chegar novamente na primeira posição e ir direto pras finais, com direito a um jogo extra. Na final, enfrentou novamente sua freguês Ahq e de cara, frustado por ter feito um fiasco no Rift Rivals, stompou a mesma, se tornando campeã da LMS mais uma vez. (que novidade)

WorldsEditar

Veio como um dos principais times de seu grupo, junto com a TSM, a Team WE e a novata Misfits, mas no primeiro dia conseguiu tomar três stomps seguidos, e pra não ficar tão ruim quanto a 1907 Fenerbahçe, a Flash Wolves conseguiu tirar um jogo da TSM pra não ficar tão vergonhoso, ficando com um 1-5 e com a lanterna de seu grupo e não pode nem comemorar fazer mais pontos que a AHQ, já que os mesmos venceram a SKT. (se bem que era uma SKT cansada)

2018 e mais dois títulos (que novidade)Editar

O time em 2018 teve a perda do seu principal caçador ou Karsador, tanto faz e tentou contratar uns coreanos genéricos para ver se conseguia fazer alguma coisa e a equipe novamente ficou em primeiro do split, ganhando uma vaga automática para as finais do campeonato, onde ficou esperando e enfrentou as zebras da G-Rex, onde não tiveram trabalho e apenas os stomparam três vezes seguidas, ganhando mais um título da LMS.

Com isso, a equipe começou como óbvio stompando também a Gambit Esports e na fase de grupos incrivelmente começou ganhando seis partidas seguidas, mas depois se lembraram que era apenas um time de região secundária entre as grandes e terminou em segundo do grupo, tudo isso para depois apanhar da coreana Kingzone DragonX nas semifinais.

No Rift Rivals, pela tamanha ruindade dos outros 3 times que foram juntos (isso que não tinha a "grande" AHQ e as médias J Team e HKA), a Flash Wolves teve que carregar toda sua região nas costas, mas isso não foi possível, já que um time não consegue ganhar sozinho e tanto a FW quanto os outros times tiveram que entregar os jogos nas semifinais, perdendo feio para os coreanos.

No segundo split, apenas foi uma repetição do primeiro, só que sem a G-Rex ou a AHQ para tentar "competir" com a Flash Wolves e sempre cagar no final e em 3 rodadas de antecedência, foram confirmados com vaga para a final do campeonato, invicto com 11 vitórias e sendo novamente o primeiro classificado do Mundial pela falta de concorrência existente na LMS, além de terminar toda a fase de grupos invicto, para mostrar o nível de competitividade na LMS inteira. Na final foi só comemorar uma vitória muito suada contra a MAD Team por 3 a 0 e se classificar para o Mundial para apanhar de times chineses e inclusive times americanos. A Flash Wolves teve que carregar novamente a região do Taiwan e caiu na fase de grupos novamente.

2019 e o grande fracasso e saída do LoLEditar

A Flash Wolves se manteve com a mesma equipe meia-boca de 2018, tanto que sentiu as péssimas campanhas internacionais e nem em primeiro conseguiu ficar, porém a Flash Wolves milagrosamente conseguiu dar a volta por cima e ganhou das outros times meia-boca, se classificando para mais uma edição do MSI. No segundo split, os jogadores resolveram sair da LMS (já que não conseguiram ganhar nem da equipe da LCS) para ir para a LPL, a liga superior e tentou plagiar os japoneses e os turcos vendo se era carregado por coreanos. O resultado foi uma bela duma porcaria e a equipe nem pros playoffs foi, olhando pelo lado bom, nem pro rebaixamento, já que foi salvo por equipes piores. Na vaga pro tapetão, acabou sendo stompado pela HK Attitude, caindo fora do Mundial pela primeira vez desde sua criação.

Para não ter que ficar mais um ano passando vergonha nesse jogo, a Flash Wolves resolveu abandonar tudo de sua história e que não iria jogar a fusão da LMS com a LST em 2020, para alegria do resto dos times taiwaneses e de Hong Kong, além da SK Telecom T1 que aguarda ainda a Afreeca Freecs fazer o mesmo para não ficar mais com medo.

JogadoresEditar

Como a equipe da Flash Wolves vendeu todos os jogadores conhecidos da época que ganhava quase todas edições da LMS, o único não-desconhecido atualmente é o AD Carry Betty, o único sobrevivente ao menos que ele também caia fora de lá.

TítulosEditar

Ver tambémEditar