Mudanças entre as edições de "Calibre 12"

2 198 bytes adicionados ,  00h03min de 27 de janeiro de 2012
sem sumário de edição
(Nova página: {{Humor Catarinense}} {{velho}} right|thumb|300px|João Amorim, quando não era barrigudo e tinha cabelo na época de Calibre 12. {{cgoogle|Causa das d...)
 
 
==Sinopse==
 
===Intro===
O filme é basicamente uma montanha russa sem sentido de intrigas lageanas, closes que mostram a cara de [[João Amorim]] com uma música dramática e mulheres nuas pela serra. É um dos poucos filmes de Amorim que tem núcleos de personagens (na verdade, provavelmente seja o único que tenha núcleos de personagens). Porém, os núcleos de personagens só são recomendados a filmes que prestam, o que não é o caso de Calibre 12.
 
Logo no início do filme é possível ver João Amorim em seu trabalho verdadeiro. Trabalho que ele nunca deveria ter parado de fazer, pois se tem alguma coisa que João consegue fazer pior do que suas canções sobre cachaça e mortes na serra são seus filmes.
 
Após o bailão e após ter matado meio mundo de quem estava presente no recinto, [[João Amorim]] vai caminhando pela cidade e acaba testemunhando uma das cenas ilustres de Calibre 12 em que um pai está comercializando suas crianças para um velho tarado de [[Florianópolis]].
 
É aí que aparece os tais closes dramáticos dos atores. O close é tão realístico que você se sente no filme do Arnold Schwazenegger e sua feição de debiloide... Após a música ''diqualidadi'', a cena fecha para o núcleo de jovens arruaceiros.
 
Eles ficam dirigindo por aí, bebendo gasolina e viajando pela serra com seu bug movido à manivela. Além disso, esses jovens no final irão ser importantes... de alguma maneira. Mas no começo do filme apenas servem para mostrar uma mulher que fazia parte do grupo tirar roupa e ir em um riacho, fazendo a câmera ter um efeito "caleidoscópio" simulando as sensações que o roteirista teve ao escrever o filme após provar o pacote de [[LSD]] que haviam oferecido.
 
Depois de focar no núcleo da putaria, foca no núcleo inimigo de João, que são os bandidos mal intencionados que ficam na serra. Ironicamente, o som é tão ruim que dúvidas pairam no ar o tempo inteiro para saber o que os atores disseram. Em breve, faz 45 minutos de filme e ninguém entendeu sequer uma parte da história.
 
===Clímax===
Calibre 12 chega ao seu clímax após uma hora de filme. De alguma forma, gravaram tantas cenas aleatórias e sem-sentido que não dá
{{construção}}
19 136

edições