Borduguês:

Bem-vindo(a) à Desziglobédia

A enziglobédia livre de gondeúdo e gue qualguer um bode edidar.

59 625 ardigos · 199 370 imagens

Ajuda

Embaijada

Bergundas

Bolítigas

Mídia

Gondribuir

Ardigo em destague

A História do Brasil:

1808-2008: Duzentos ânus da corte portuguesa no Brasil!
Lá pelos idos do século XV, os portugueses, totalmente grogues, depois de uma noitada na Casa da Mãe Joana, lançaram-se ao mar em busca de novas terras. A empreitada inicialmente foi um enorme fracasso: os portugueses conseguiam nadar apenas por alguns quilômetros antes de contraírem câimbras e morrerem tragicamente. (...)

Inicialmente, Portugal explorou as novas terras como pôde: brigou com os ingleses para que o ouro fosse primeiro para os cofres do D. João V, ele tirava dez por cento para ele e com o resto pagava as contas de Portugal, contratou um jardineiro e enfeitou Lisboa com palmeiras importadas, contratou índias da casa da Jeanne, para seus cabarés, inventou várias receitas com mandioca para seus restaurantes. (...)

No início do século XIX, a família real portuguesa havia contraído muitas dívidas devido aos hábitos do rei D. João VI, um rei muito traquinas e fanfarrão. Assim, decidiram imigrar para o Brasil devido à taxa de câmbio favorável, fugindo dos credores (...)

Conta-se que D. Pedro I, após uma farta refeição regada a pratos feitos com repolho, pimentas e feijões,com mangas de sobremesa (ver pudim de manga), estava em sua habitual cavalgada diária às margens do rio Ipiranga quando um mal súbito o acometeu.(...)

Depois de "independer" o Brasil, D. Pedro I tratou de governar de fato o país. Mas seu governo era formado por portugueses, e como todos sabem, portugueses são burros. Então Dom Pedro I passou boa parte de seu mandato (eterno) outorgando constituições e.... comendo! Sim, ele adorava comer. Mulheres da corte, como a Marquesa de Santos (...)

Veja aqui o artigo Completo!!!

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter




Nezde dia...


Valando nizo, vozê zabia...


Imagem da vez
 
Abresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desziglobédia, uma (dez)enziglobédia esgrida com a golaboração de zeus leidores. A Desziglobédia é um zite de humor debochado e seu gondeúdo não debe zer levado a zério. Dodas as nozas regras e bolídicas gonvergem para um só bringípio: zer engrazado e não abenas idioda. É um bringíbio amoral, mas que imblica numa édica subjagente. Significa que, no âmbito da Desziglobédia, só bodem ter brogedênzia as grítigas que se refiram à qualidade diverdida de um ardigo. Não tem, bordando, nenhum sendido dendar defender os méridos morais ou ardízdicos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, brograma, gâme, etc.) e que tenha zido zaganeado num ardigo da Desziglobédia. Ezas coizas não inderezam nem um honorável bouquinho aqui.


Bardizibação
Dodos bodem bublicar gondeúdo onrine desde que não sejam vândalos ou desresbeidem as regras. Dendre as diverzas báginas de ajuda à zua disbozizão, estão as que esbligam como griar um ardigo, edidar um ardigo ou inserir uma imagem. Em cazo de dúvidas, não hesite em bergundar e dar sua abnião.


Gomunidade
A gomunidade bem crezendo dia bós dia. Borém brezisamos de mais golaboradores para bodermos ambliar o número de ardigos em língua borduguesa e expandir, melhorar e gonzolidar os que já exisdem.


Brojetos irmãos
A Desziglobédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundazam Desziglomidia. A Desziglomidia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com gondeúdo livre: