Órcades

Órcades (Ou Ilhas Orientais, porque é onde eles sempre estão nos mapas) é um arquipélago frio, cheio de grama, inútil e que tem para a Escócia a mesma importância que Alagoas tem para o Brasil.

HistóriaEditar

 
Lá é tão tedioso que ficar carregando essas pedras de um lado para outro pra nada é o passatempo local.

Os primeiros povos das Órcades foram os pictos (espécie de cartagineses falidos) que sempre foram muito zoados pelos povos vizinhos por terem esse nome bizarro que dá margem a criação de uma série de trocadilhos infames. Por isso eles decidiram colocar o ridículo nome de "Órcades" em suas ilhas, para ver se passavam a zoar o nome da ilha e não do povo.

Os vikings que não sabiam ler nem escrever mesmo apenas chegaram, barbarizaram, mataram, estupraram, pilharam e escravizaram todos pictos, que são até hoje duendes escravos do Papai Noel (que sabemos que é viking e vive na Lapônia).

Um belo dia os noruegueses acabaram esquecendo que estas tais ilhas Órcades existiam e até esqueceram por lá toda sua . Naquele mesmo momento um navio português estava por ali tentando achar uma rota para a Índia através do contorno do Oceano Ártico e o rei Cristiano Ronaldo I achou as Órcades, mas elas pareciam tão inúteis que ele até tentou devolver para os noruegueses, sem sucesso.

Este arquipélago foi o local de uma morte inusitada: o rei viking Sigurd Eysteinsson (filho de Einstein) foi morto pela mordida da cabeça decepada do antigo chefe celta da região Máel Brigte, o Dentuço, cabeça esta decepada pelo próprio Sigurd. Esta é considerada a primeira e única morte de uma pessoa viva por um morto-vivo em toda a história da humanidade.

GeografiaEditar

O clima predominante das Orcades é frio no verão, o muito frio no outono, o frio pra porra no inverno e o frio na primavera.

PolíticaEditar

Apesar de muita confusão sobre quem exerce a efetiva administração destas ilhas, acredita-se que as Órcades são atualmente propriedade da Argentina após um acordo no qual o governo britânico negociou as Ilhas Falkland em troca das Órcades.

TurismoEditar

Os poucos desocupados que visitam as Órcades, se não estão em restaurantes que oferecem ventosas de polvo empanadas ao molho de pâncreas de orcas, então estão visitando o Coração Neolítico das Órcades e vendo toda a beleza de suas... pedras...

v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!