À Meia-Noite Levarei Sua Alma

Desinopselogo2.png

Este artigo faz parte do DesFilmes, a sua coletânea de filmes rejeitados.
Enquanto você lê, gente esquisita é torturada em um filme snuff

Esse cartaz só engana quem nunca viu o documentário sobre a morte de Eliza Samudio...

Cquote1.svg O que é a vida? É o princípio da morte! O que é... esqueci a fala, e agora? Cquote2.svg
Dublador do Zé do Caixão sobre a fala no início do filme
Cquote1.svg Péssima noite pra vocês! SAIAM DAQUI!!! Ah, você quis ficar? ENTÃO SOFRAM!!! ASSISTAM!!! Cquote2.svg
Bruxa sobre a má qualidade desse filme.

À Meia-Noite Levarei Sua Alma é um filme brasileiro de 1963 completamente feioso, em preto-e-branco e cheio de uma história meio sem pé nem cabeça, dirigido por José Mojica Marins. Foi o primeiro filme em que apareceu o maluco coveiro Zé do Caixão que quer devorar todas as menininhas da cidade.

SinopseEditar

Após a história contada no artigo do personagem (leiam lá quando puderem), Zé se muda pra uma cidadezinha do interior, onde se casa com Lenita, uma mulher gostosa, mas muito ingênua. Ele a faz de gato e sapato e quer que ela dê a ele um filho perfeito, mas ela não têm útero, perdeu numa macumba. Com isso, ele fica tentando pegar as mulheres de todo mundo. Em plena sexta-feira santa, ele come um carneiro inteiro e fica tentando pegar a menina do bar e também a noiva do seu melhor amigo, Terezinha.

Após ganhar de todo mundo no truco e dar um cacete em todos do bar e mandar sua esposa pro inferno, Zé começa sua rotina em se livrar do seu amigo Antônio pra comer a noiva dele. Ele então entedia o amigo falando de sua filosofia tola de que só existe um deus: Hansi Kürsch. Com isso, Antônio morre de tédio.

Daí ele pega a Terezinha de luto lá, ataca sua casa e leva um belo dildo pra enfiar no rabo dela pra forçá-la a dar pra ele e ele poder ter seu filhote diabólico. Ele consegue, mas ela diz que vai se matar e depois voltaria como fantasma pra levar a alma do Zé. Ele ri e começa a zoar com os mortos. Terezinha realmente se mata e Zé fica de luto, mas logo resolve fumando um baseado e matando o doutor da cidade furando os olhos dele com agulhas de tricô.

Por fim, Zé começa a tentar dar em cima de uma moça nova da cidade, mas aí uns zumbis do clipe de Michael Jackson começam a atacar o Zé, que foge, principalmente após ver um fantasma da dita cuja que ele comeu com tudo. Doido, ele tenta tirar os cadáveres dela e do noivo dela pra tentar praticar necrofilia e acaba por ser encontrado pelos moradores da cidade e ser internado no Hospício.

OBS: Dizem que na verdade, quem foi internado foi o José Mojica, já que o filme com certeza foi feito por um doido.

TrailerEditar

Zé tentou fazer a cena clássica do estupro de novo, mas fracassou miseravelmente, deve ser a velhice...