Abrir menu principal

Desciclopédia β

Yahoo!

(Redirecionado de Yahoo)


 

Winlogo.jpg

Yahoo! é um produto desenvolvido pela equipe da Microsoft que garante a durabilidade e a flexibilidade de seus produtos.
Clique aqui e veja mais detalhes sobre produtos Microsoft!

Yahoo! faliu!
Graficozero.JPG Nem o BNDES quita suas dívidas!

Veja outros que ficaram no vermelho.


Cquote1.svg Você quis dizer: Iarru Cquote2.svg
Google sobre Yahoo!
Cquote1.svg Você quis dizer: Yaoi Cquote2.svg
Google sobre Yahoo!
Cquote1.svg Você quis dizer: Nosso rival Cquote2.svg
Google sobre Yahoo!
Cquote1.png Experimente também: Vice Cquote2.png
Sugestão do Google para Yahoo!
Cquote1.png Eu não quero tocar em você, oh baby! Cquote2.png
Guria Retardada dos anos 80 sobre o grupo Yahoo!
Cquote1.png Quem? Onde? Como? Porque? Cquote2.png
Yahoo! Respostas sobre o grupo Yahoo!

O Yahoo nos anos 80... Notaram a emice?

O Yahoo! é o nome de uma banda emo que fez muito sucesso no Brasil lá pelos anos 80 que fez sucesso como banda de um só verão, tendo feito muito sucesso com sua música, que atiçou desde já os emos daquela época a partir para a carnificina.

O sucesso em grande parte era explicável pelo fato de a Rede Globo estar apostando todas as fichas no fenômeno músical, dono de pérolas de letras idiotas como Mordida de Amor e Caminhos do Sol, além de outras letras tão noobs quanto, como o caso de Veneno, Dona do Mundo, Miragem e Para Você Voltar.

Esta era uma espécie de aspirantes a Roupa Nova que não chegou a fazer grande sucesso durante muito tempo, apesar de conseguir o feito de aparecer no Globo de Ouro, um programa típico dos anos 80 na rede Globo, onde se tocavam as paradas de sucesso do momento.

Além disso, eles teriam aparecido no MilkShake, programa que era apresentado nos anos 80 pela Angélica no canal Manchete, hoje já extinto e transformado na bizarra Rede TV!

No entanto, como a banda era muito emo, ela acabou depois daquele verão e ficou totalmente sem rumo, sendo que seus integrantes acabaram por cortar os próprios pulsos e deixando a marca para o empresário da banda, que resolveu dar um destino mais nobre a marca, como podemos ver adiante.

Índice

Venda da MarcaEditar

 
Yahoo Messenger: exemplo de fracasso sucesso do grupo emo musical.
 
O Yahoo! pode ter mudado de dono, mas continua com todas no Lado Rosa da Força, como podemos ver neste spam anúncio direcionado a um descíclope supostamente macho.

Sendo um visionário, o empresário vendeu a sua marca para dois universiotários nerds de uma tal Universidade de Stanford, que teriam pago milhões pela marca com a intenção de transformá-la no primeiro portal da história podre da internet.

Então se surgia o Yahoo! como conhecemos hoje, um buscador servidor de busca como conhecemos hoje e que teria além disso a possibilidade de oferecer serviços de e-mail a qualquer idiota que tivesse internet (e isso já nos anos 90).

Além disso, para esconder um pouco o poder da marca naqueles tempos e não atiçar os invejosos que achavam que eles queriam se transformar em uma nova Microsoft, eles criaram o Geocities, serviço noob de hospedagem de home pages pessoais que fornecia endereços como http://geocities.com/Area51/Rampart/1542 por exemplo. E que agora o Geocities fechou e todos os noobs que criaram suas páginas se ferraram e perderam seus sites.

É bem verdade que depois, assim como o Google fez com o Orkut, os senhores do Yahoo! viriam a assumir a paternidade de seu filho bastardo, dando um grande exemplo que seria seguido por todos os noobs da internet que usariam o lema de dividir para conquistar.

Yahoo hojeEditar

 
Yahoo! e seu orgulho de ser gay LGBT+

Hoje, apesar de ter o número absurdo de 4 bilhões de e-mails registrados exclusivamente para espalhar spam e de possuir, além do ----Geocities, serviços noobs como o Flickr e o Yahoo360 (que nem domínio próprio tem), vem sofrendo com a enorme concorrência do Google, que engole cada vez mais a parcela que o Yahoo tinha conseguido com tanto esforço.

Nesse esforço, se inclui a compra de serviços vagabundos de busca que buscavam por diretrizes e diretórios, como o Cadê por exemplo, que era um serviço noob feito por idiotas brazucas interessados num troco e que foi completamente papagaiado em nome da manutenção dos serviços de busca automatizados que buscam tudo como se o mundo fosse um tremendo Big Brother Brasil.

Dizem até que por esse feito, o Yahoo teria sido condencorado com uma Bolacha Trakinas pelo grande mestre Dom Pedro I, que estaria vivo na Sibéria, só esperando que as coisas se acalmem no Brasil para que possa voltar a governar como Imperador da Ditadura Democrática do Brasil.

Outras TeoriasEditar

Outras pessoas, em geral jornalistas da revista de fofoca chamada Veja, afirmam que o serviço teria sido criado por Charles Bronson em 1854, tempo em que a internet ainda era acessada por meio impresso na cidade de Dallas no Texas, e que já naquela época aquele era o site de busca mais acessado pelos jornais norte-americanos.

Dizem ainda que logo depois da virada do século, ele teria migrado para a Europa, o Japão e o Brasil, onde foi acolhido por D. Pedro I e virou o site de buscas oficial do país e que com 4 bilhões de usuários usando, logo tornou-se o site de buscas mais usado do mundo, mas sempre dando falhas em seu sistema de busca, tanto que os idiotas migraram para o Google em busca de coisa melhor.

Apesar disso, de burros, os donos do site não desistiam da parada, criando várias novidades bobas como o Yahoo Mentiras e Respostas, Yahoo Orgias na Paquera, Yahoo Pistolão de Empregos, Yahoo Alienação dos Esportes, Yahoo Geekagens da Tecnologia, além do já famoso Yahoo Sonífero da Música, que na verdade não passava de uma reedição dos sucessos da Banda Yahoo nos anos 80.

Yahoo e MicrosoftEditar

Na tentativa de capitalizar algum, o pessoal do Yahoo, que não pode negociar com a turma do Google sob ameaça de se tornar um monopólio mais perigoso que a Microsoft, sendo que por isso eles foram arrastados pelo governo de George W. Bush para a negociata com a Microsoft, que sonha em se tornar mais famosa que o Google.

Dizem inclusive que as negociações já estão bem adiantadas, sendo que só falta definir o número de bilhões de dólares em ações do Inferno da Microsoft que os nerds vão levar em troca da bem sucedida marca emo.

Emos comentando no Yahoo Respostas.