Abrir menu principal

Desciclopédia β

Velha Zelândia

Haka.jpg KA MATE! KA MATE! KA ORA! KA ORA!!

Este artigo é neozelandês! Ele joga rugby, pula de bungee jumping, cuida de ovelhas e odeia que o confundam com a Austrália!

Se vandalizar, mandaremos os All Blacks atrás de você!

Típica Velha Zelândeza


Cquote1.png Isto aconteceu na Velha Zelândia Cquote2.png
Jack Pallance sobre Velha Zelândia
Cquote1.png Eu costumo passar as férias lá. Cquote2.png
Chuck Norris sobre Velha Zelândia
Cquote1.png Já comi quando era nova. Cquote2.png
Dom Juan sobre Velha Zelândia


A Velha Zelândia é um distante e desconhecido pais que tem sua população formada em 98% por imigrantes do Acre, e também é localizada numa Europa Setentrional fictícia. Sua história começa nos tempos de Nostradamus, que previu a existência de uma Nova Zelândia perto do canal do Panamá bem antes dos presidentes brasileiros terem-na descoberto.

Índice

EconomiaEditar

A economia da Velha Zelândia se sustenta principalmente de bambus para fornecimento interno. Há na Velha Zelândia grandes áreas onde se cultiva bambus por meio de plantations. Os bambus também estão começando a ser exportados, principalmente para a China, para abastecimento dos bilhões de pandas que infestam o país. Outro importante comprador de bambus é o Brasil, que os usa para fabricação de pipas, pros pivetes do Rio de Janeiro e São Paulo poderem avisar os bandidos quando a polícia tá entrando na favela. Ah!! E é claro, para Silvio Santos (lembra da menininha?)!

A economia da Velha Zelândia atualmente é 3 vezes maior que a dos Estados Unidos, que se recusa a importar bambus velho-zelândenses, num ato de extremo protecionismo.

Atualmente a Velha Zelândia tem investido no mercado brasileiro, que não para de crescer, inclusive com campanhas famosas, como "e o bambu?".

HistóriaEditar

A Velha Zelândia surgiu em alguma data muito distante ( senão não seria velha ) quando coalas insatisfeitos com a ditadura (não dentadura) implacável da monarquia da Austrália decidiram invadir a Nova Zelândia, com o objetivo de criar ali uma república narcizista, aos moldes da Argentina.

Os coalas venceram a violenta guerra que se seguiu e fundaram a República democrática Narcizista dos coalas da Nova Zelândia. Com a derrota humilhante dos nativos da Nova Zelândia para os coalas, os EUA decidiram intervir e invadiram a Nova Zelândia para expulsá-los, usando inclusive 3 bombas nucleares, jogadas respectivamente nas cidades Wellington (capital), Sidney (centro econimico) e Nova Nova Iorque (Q.G dos coalas revoltosos). Os coalas retaliaram e em 1937 expulsaram os EUA.

Em 1938 os coalas começaram sua jornada expansionista, conquistando a Austrália, o Camboja e Singapura, os quais viraram colônias da República democrática Nazista dos coalas da Nova Zelândia.

Em 1939, EUA, URSS, Alemanha e China se juntaram para formar a tríplice entente contra a tríplice aliança, formada pela República democrática Nazista dos coalas da Nova Zelândia, Austrália e Camboja. Assim começou a Segunda Guerra Mundial. Após vários anos de um violento conflito, Chuck Norris, mediador universal de todas as guerras, declarou empate técnico.

Foi então feito um acordo, no qual a República democrática Nazista dos coalas da Nova Zelândia passaria a se chamar Velha Zelândia, cuja existência seria secreta (já que os humanos não queriam admitir a superioridade dos coalas, provada durante a guerra) e a Nova Zelândia dos humanos seria recriada numa ilha ridículamente pequena em algum lugar do oceano pacífico.

Para abafar o caso dos coalas, os humanos inventaram a Guerra Fria logo após a 2ª Guerra Mundial dos Coalas.

Fatos sobre a Velha ZelândiaEditar

  • Por ser vizinha ao Acre a Velha Zelândia vive sob constante aparição de gente que não sabe onde o vento faz a curva, onde Judas perdeu as meias ou onde está a certidão de nascimento de Dercy Gonçalves, o que acaba os levando a esse inóspito lugar.
  • Os coalas velhozelandeses, inevitavelmente, acabam ajudando estas pessoas a chegar ao Acre, mas tal travessia pode ocasionar lesões graves, dores nas costas, morte por hipotermia ou conjutivite nasal, devido ao terreno acidentado que separa os dois lugares (uma extensão de terra de aproximadamente 500 metros).

Ver tambémEditar

Oceania
v d e h

Países: Austrália | Estados Federados da Micronésia | Fiji | Ilhas Marshall | Ilhas Salomão | Indonésia | Kiribati | Nauru | Nova Zelândia | Palau | Papua-Nova Guiné | Samoa | Timor-Leste | Tonga | Tuvalu | Vanuatu

Territórios: Guam | Havaí | Ilhas Cook | Ilha Christmas | Ilhas Marianas do Norte | Ilha Norfolk | Ilha de Páscoa | Ilhas de Pitcairn | Ilha Wake | Niue | Nova Caledônia | Polinésia Francesa | Samoa Americana | Tokelau | Wallis e Futuna