Vayots Dzor

Cquote1.svg Tem argum defeito cum esse jumento! Cquote2.svg
Caipira de Vayots Dzor

Vayots Dzor é uma província bizarra da Armênia. Pode ser muito bem comparada com o Panamá da Armênia pois é aqui que você consegue documentos falsos, fogos de artifício ilegais, duas vadias, alguns engradados de cerveja e várias igrejas com nomes de santos que você nem sabia que existiam.

HistóriaEditar

Os colonizadores de Vayots Dzor eram dois persas muito esquisitos. Eles estavam totalmente incapacitados de iniciar qualquer relação social com alguma pessoa da própria nacionalidade. Como não se encaixavam na sociedade Persa decidiram se mudar para um lugar de merda como a Armênia.

Assim nasceu a província de Vayots Dzor, que significa "Fragrância de perfume Dzor", deve ser um outro perfume esquisito de marca Armena.

Seja como for, eles tratam de iniciar uma região com tudo o que não podiam ter na Pérsia, como um harem sem licença do Sultão local ou de um califa e a exigência de patentear a Maconha e o lança perfume que eles possuíam. Em anos foi a região mais movimentada da Pérsia até que os otomanos tomaram a região por ser muito popular.

Houve a batalha dos 200, que Vayots Dzor foi tomada em 200 segundos pelo império otomano e destruída, apesar de não ter feito sentido nenhum. Vayots Dzor virou a província mais desabitada e sem-graça de toda a Armênia. Hoje é daqui que vem os apresentadores de programas sensacionalistas armenos.

  AGHBAHALLA! Aghbagah agbahlah, bahlahbahla!  
Apresentador de um programa sensacionalista armeno

PopulaçãoEditar

Como toda população armena deve ser, cabisbaixa, caipira e analfabeta. Parece uma população asiática do Oriente Médio vivendo em um país que todo mundo acha que fica na Europa, só porque o nome dele parece com o da Romênia e que traduzido o nome parece "de gente".

Metade da população é instruída a servir construindo minas terrestres para os russos, afinal foi a utilidade que os soviéticos acharam para essa região. Até hoje os russos continuam recebendo minas terrestres vindas de Vayots Dzor sem motivo nenhum, talvez para manter uma relação amorosa com a sua ex.

A outra metade serve como caipira que planta Laranjas e Uvas em solo armeno. Aqui o gosto das uvas e laranjas sai como de Urânio misturado com Chumbo, é um progresso comparado ao resto do país.

TurismoEditar