Abrir menu principal

Desciclopédia β

Undisclosed Desires

Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg
Maezena.jpg Zé Pilintra aprova Undisclosed Desires. Saravá meu pai ê-ê!

Este artigo é piada de macumbeiro.

Nota: Não curamos políticos, apenas realizamos milagres.

Babel fish.gifTraduzindo: Desejos Secretos
Babel Fish sobre Undisclosed Desires
Cquote1.svg Bom tema pro Superpop de amanhã! Cquote2.svg
Produão da RedeTV! sobre citação acima
Cquote1.svg Dar pro negão da tua sala Cquote2.svg
Você sobre a primeira citação
Cquote1.svg I'll make you feel pure. Trust me. Cquote2.svg
Pai de santo sobre qualquer coisa

Undisclosed Desires é uma música da banda Muse, cuja letra é muito usada em terreiros de macumba como uma forma de poder dizer que não é só o axé que reina no local: músicas de rock também podem ter macumba no meio (Raul Seixas que o diga). Mãe Diná acha essa música perfeita, tanto que rogou praga pro Muse só escrever músicas assim de agora em diante. Mas, como ninguém acredita nessa velha mesmo...

Índice

Surgimento da bagaçaEditar

 
Um dos desejos secretos de Matt Bellamy é virar a nova Avril Lavigne

Matt Bellamy queria de qualquer maneira se livrar da praga que foi ter se vendido à Crepúsculo cedendo o cu (bom, como aquilo é emo, se bobear teve que ceder isso também, mas, não vem ao caso) Supermassive Black Hole e Neutron Star Collision. E, para se vender de novo, vide, tirar a alma que tava presa em Crepúsculo, o jeito foi tentar arrumar um milagre na Igreja Universal.

Quando Matt estava quase fechando negócio se convertendo com o pastor, ele ficou sabendo do valor das prestações do Reino do Céu, vide, 10% de todos os lucros da banda. Ou seja, pra se livrar da praga emo, teria que se livrar do dinheiro que a mesma rendeu, vide, não adiantaria porra nenhuma. Eis que Matt e o resto da banda (sim, com esse destaque mesmo para o resto) foram procurar outra alternativa eficaz para lavar a alma: Vanish Poder O2 Um centro de macumba. Sim, pois, numa matemática simples, melhor vender a alma ao coisa ruim do que para emos. Ou não...Bom, ficar na Terra ouvindo Fresno parece mais confortável. Apesar de ser um martírio. Enfim...

Ao chegar lá, o responsável pela área logo viu que se tratava de alguém famoso (percebeu pelos ternos pretos bem escovados - por isso chegou a pensar em instantes que era um trio do CQC, mas logo descartou ao ver que eles não tinham microfone e nem o óculos singular do programa, que não existe igual no mundo), e os recebeu de maneira até estilosa (vide o início cool da música), cantarolando versos em meio a muita fumaça de incenso.

Eram esses: I know you suffered/ But I don't want you to hide/ It's cold and loveless/ I won't let you be denied. / Soothe me/ I'll make you feel pure/ Trust me/ You can be sure. Bom, típico de quem quer ficar amigo do cliente pra não o perder, ele deu uma de vidente e olhou na sua bola de cristal o que se passava com a banda. Bom, na verdade ele tinha escutado murmurinhos entre Chris Wolstenholme e Dominic Howard sobre a situação da banda após criar Neutron Star Collision.

Aí foi mole cantarolar isso, já puxando um jabá, já pensando que ele havia sido renegado até pelos cachorros viralatas da rua quando criança, já falando que ali ele não ia ser negado. Além de adotar a Fogueira Santa de Israel no processo (plágio da IURD detectado) para purificar a alma dele. Caso não desse certo, ele ia tomar água direto do purificador de água da Brastemp mesmo. A merda é a mesma. Só não podia ser água benta porque, como todos eram pecadores alí, certamente a garganta de alguém ia cair. Ou não. A não ser que tenham confundido água benta com soda cáustica, mas, voltemos ao assunto.

Entrando no terreiroEditar

 
Propaganda do terreiro em que o Muse foi. Viu, espíritos emos fanfarrões não resistem!

O trio entrou lá e se sentiu em casa, visto que todo mundo lá estava tão pirado quanto os próprios fãs da banda ao ouvir suas músicas. Sim, pois todos estavam pulando, parecia que todos estavam tendo uma convulsão dentro daquele recinto. Ao ver essa animação do pessoal, Matt se interessou em deixar seus fãs assim também - claro, nem os caras que tocam heavy metal deixam seus fãs tão loucos. Mas antes, foi fazer o que queria, se livrar do peso da consciência que carregava nas costas.

Ao ver isso, o pai de santo logo que ia ganhar dinheiro fácil o que Matt queria. Eis que ele diz I want to reconcile the violence in your heart/ I want to recognize your beauty's not just a mask/ I want to exorcize the demons from your past/ I want to satisfy the undisclosed desires in your heart. Bom, era o que Matt queria ouvir mesmo, voltar a ter o coração violento para escrever músicas retardadas relacionadas diretamente ao plano de dominar a Terra, mas ainda sim seguir bonito por dentro, e, não ser apenas um rostinho lindo no show business (mas ele é bonito?), a óbvia, tirar os espíritos emos que lhe assombravam, e ainda por cima satisfazer alguns desejos do Muse: deixar de ser como o Radiohead e passar a ser como o Coldplay ter uma característica própria.

Após isso, o Muse queria logo ter a sensação de ter ataques epilépticos e convulsõs mesmo sem ter nada que os fizesse ter isso, além de ser um segundo eu dentro de si mesmos dançando No Se Reprima. A única exigência de Matt foi que seu cabelo porco-espinho style não se desfizesse, pedido prontamente atendido pelo pai de santo, que pegou uma vela das que estavam numa macumba qualquer em volta do terreiro e a derreteu em sua cabeça. Sim, pois parafina é muito melhor que gel, não é mesmo? Como eles tinham pressa, visto que prescisavam fazer uma música para o The Resistance, exigiam que fosse no momento.

O que o capitalismo não faz...Editar

 
Para nunca mais ter instintos emos, Matt pensou em fazer o Muse virar Iron Muse

...por ser O MUSE, não teve enrolação de se vestir de branco, ficar pulando igual saci pererê e nem nada dessas baboseiras, o treco foi direto: foram logo pra exorção do espírito emo mesmo. Tudo pro pai de santo garantir a graninha. num quarto em separado, um quarto privé VIP. Os versos usados para a desemificação foram: You trick your lovers that you're wicked and devine/ You may be a sinner/ But your innocence is mine/ Please me/ Show me how it's done/ Tease me/ You are the one Fácil de se decifrar, você engana seus amores dizendo que é cruel e divino, bom, já falando com o eu interior emo deles que não são cruéis só por se vestir de preto e ter caveirinhas, e nem que são divinos por ter uma letra mais simples (esse negócio de rock divino é só com White Metal, porra!). Esse espírito podia até ser pecador, sim, pois irritar os ouvidos de todo mundo pode ser um belo pecado, mas não tinha incocência, até porque, metaleiros comem as garotas (e garotos -garotos?) emos também, vide, lhes tiravam a inocência.

O espírito se sentia provocado e caía fora. Nessa saída era meio complicado, visto que havia toda uma limpeza dos vestígios interiores, vide, um outro espírito iria entrar lá e limpar a bagaça toda, talvez por isso o mexe-remexe. O que o trio britânico não viu é que eles estavam tendo mesmo é um choque elétrico cool (oba! se for isso vou fazer também!), pois o pai de santo malandramente viu que o que eles queriam mesmo era se divertir brincando de ter convulsão.

Isso é repetido duas vezes, para assegurar que eles se divertissem muito e desses uma gorjeta legal pro cara. Bom, isso deu tão certo, que o Muse usou tudo o que ouviu para fazer a música, o que gera um processo secreto, do terreiro contra o Muse, em relação à direitos autorais. Nisso descobriram que o que sofreram era um choque elétrico. O terreiro foi interditado, mas o potencial da área foi explorado pelo Valdemiro Santiago, que abriu uma igreja ali.

O clip é todo feito numa zona com tecnologia, tentando refazer algo parecido com aquele treco que tiveram, usando de energia elétrica. Durante a música eles parecem que não conseguem isso, mas antes e depois do clip, conseguiram facilmente. Bom, até porque se fizessem isso durante a gravação do clip seriam facilmente confundidos com o Radiohead de novo, dessa vez com o clip de Lotus Flower, onde Thom Yorke tentou a experiência.

LetrasEditar

 
Matt Bellamy tentando ter um replay do choque elétrico que levou. Mas olhe, aquela guitarra é a mesma do Chimbinha, rapaz!

Undisclosed Desires

I know you suffered
But I don't want you to hide
It's cold and loveless
I won't let you be denied

Soothe me
I'll make you feel pure
Trust me
You can be sure

I want to reconcile the violence in your heart
I want to recognize your beauty's not just a mask
I want to exorcize the demons from your past
I want to satisfy the undisclosed desires in your heart

You trick your lovers that you're wicked and devine
You may be a sinner
But your innocence is mine

Please me
Show me how it's done
Tease me
You are the one

I want to reconcile the violence in your heart
I want to recognize your beauty's not just a mask
I want to exorcize the demons from your past
I want to satisfy the undisclosed desires in your heart

Please me
Show me how it's done
Trust me
You are the one

I want to reconcile the violence in your heart
I want to recognize your beauty's not just a mask
I want to exorcize the demons from your past
I want to satisfy the undisclosed desires in your heart

PortugaEditar

Desejos Secretos

Eu sei que você sofreu
Mas eu não quero que você esconda
Está frio e sem amor
Eu não vou deixar que você seja negada

Me acalma
Eu vou fazer você se sentir pura
Confie em mim
Você pode ter certeza

Eu quero reconciliar a violência no seu coração
Eu quero reconhecer que a sua beleza não é só uma máscara
Eu quero exorcizar os demônios do seu passado
Eu quero satisfazer os desejos secretos do seu coração

Você engana seus amores dizendo que é cruel e divina
Você pode ser pecadora
Mas sua inocência é minha

Me satisfaça
Me mostre como se faz
Me provoque
Você é a única

Eu quero reconciliar a violência no seu coração
Eu quero reconhecer que a sua beleza não é só uma máscara
Eu quero exorcizar os demônios do seu passado
Eu quero satisfazer os desejos secretos do seu coração

Me satisfaça
Me mostre como se faz
Me provoque
Você é a única

Eu quero reconciliar a violência no seu coração
Eu quero reconhecer que a sua beleza não é só uma máscara
Eu quero exorcizar os demônios do seu passado
Eu quero satisfazer os desejos secretos do seu coração

VideoEditar