Suzy Lu

MainardiInv.JPG Este artigo trata de uma personalidade mortalmente,
putaqueparivelmente e filhadaputamente odiada!
Provavelmente ele(a) é um(a) idiota inútil que não vale porra nenhuma!

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.


Suzy Lu, ou também conhecida como Alinity do YouTube é uma vlogger e youtuber americana e genérica de Twitch que se perdeu no YouTube com uma testa enorme conhecida por fazer aqueles vídeos sem sal de react ficando parada por 20 minutos ou mais, além de encher o saco de todo mundo reclamando de outras pessoas utilizarem conteúdo dela, e ficar postando episódios inteiros de anime sem a permissão dos canais japoneses de anime, ou de canais de notícias, como a BBC.

O canal em si começou como um canal ingênuo de gameplays de jogos quaisquer e algumas reações sobre certos jogos, porém a mesma se cansou de ganhar dinheiro em cima de gados que jogavam videogame, já que sabia que iriam desistir de ver seu canal se disesse que a mesma tinha um namorado e descobriu que possuía mais trouxas que gostavam de anime. Então, a mesma passou a fazer vários vídeos reagindo a alguns episódios aleatórios de animes quaisquer para atrair otakus, e acabou dando certo, já que sua aparência era aceitável para os otakus e conseguiu ganhar sua placa do YouTube de 100 mil, rumo a expandir seu conteúdo e atrair mais gente puxa-saco em seu canal.

Pelo seu sucesso, foi convidada a participar do pior YouTube Rewind existente, o de 2018 e a mesma está querendo convencer seus fãs a esquecer isso até hoje, mas como ninguém liga para quem apareceu naquela pilha de bosta, então conseguiu seu objetivo.

Grandes polêmicas do YouTubeEditar

 
Cenas raras da youtuber no escritório do prório site negociando sobre os strikes.

Tudo começou quando um canal qualquer postou uma gameplay, contendo 20 segundos dela fazendo vergonha alheia, algo que ninguém se importou por muito tempo, até que um gado inscrito resolve mostrar o mesmo vídeo, o que deixou a mesma 200% putassa da vida, e em vez de aguentar a zueira e não dar bola para um canal de 30 mil inscritos fazendo memes com ela mesmo, de cara inventou uma desculpa esfarrapada que envolvesse qualquer merda escrita nos motivos para denunciar o mesmo vídeo, e de cara o próprio CensuraTube não aceitou, porém a youtuber conseguiu chamar o seu contato especial dentro do CensuraTube com benefícios que lhe devia 500 dólares, e o vídeo acabou sendo derrubado no tapetão.

Um caso que daria em nada, logo foi noticiado por vários youtubers grandes e a youtuber, para conseguir ter mais 15 minutos de fama após usar e abusar do sistema podre do Youtube de direitos autorais e dizendo para o mesmo contatinho especial que poderia ter certos benefícios sem que ele precisasse pagar nada, Suzy e sua equipe de gados especiais em força total, denunciaram vários youtubers pequenos que criticassem qualquer absurdo dela, ou que estaria fazendo a mesma merda que o governo da China, e isso foi o estopim para seu plano principal, atrair a atenção de enfim, os maiores youtubers.

Enquanto no YouToba ficou caladinha sem fazer nada seguindo a Lei de Melody,   Falem bem, falem mal, mas falem de mim  , enquanto xingava no Twitter zoando os trocentos vídeos que haviam sido derrubados, chamando aqueles que reclamavam de suas atitudes de gordos comilões com bracinhos de tiranossauro ou de nerds tetudos.


 
Suzy Lu  
@deistrikemesmo
 
10: 20 - 28 de nov de 2020
  937   
Veja outros Tweets de Suzy Lu

O fim falso do canalEditar

Porém, uma massa grande se juntou para denunciar todo vídeo que a criatura fizesse, até que o próprio caso de Suzy chamou a atenção de um canal grande de empresa que dava strikes em massa, a TV Tokyo por ficar postando a reação de animes inteiros e enfim, o mal foi acabado. Suzy, chateada com isso, pagou algum nerd tetudo que tivesse status de gado lacrador da internet para fazer um site que fizesse ela ganhar dinheiro e postar vídeos da mesma falando merda de animes, e para evitar mais um processo das empresas japonesas, conseguiu bloquear o site para o Japão inteiro, visando lucrar igualmente as várias youtubers e streamers empreendedoras. Suzy também criou um Paytreon, a qual usa para que gados paguem para ver uma garota fazendo cosplay de estátua por 20 minutos.

A volta e outro fimEditar

Como o CensuraTube em si estava com muitos ciúmes do Twitch que batia recorde após recorde de visualizações a cada jogo novo que aparecia na plataforma, então o próprio resolveu contratar os mesmos administradores que são gados e possuem a função de proteger qualquer puta streamer famosa, mesmo se fale a palavra "nigger" 50 vezes seguidas em uma live com intuito ofensivo (além de administrar o site, que é 2% das vezes, claro) e fez o que qualquer um daquele site faria, inventar um motivo besta para trazer o canal dela de volta, dizendo que ela estava transmitindo da China e que a China estava pouco se fodendo para os direitos autorais vindo de japoneses.

Como se isso já não fosse o pior, o YouTube tentou defendê-la, dizendo que estava certo banir tudo mundo por "cyberbullying e assédio", já que metade das pessoas que tiveram seus vídeos desaparecidos eram machistas, caixistas, baixistas e taxistas. Enfim, a mesma em pouco tempo conseguiu ser mais odiada do que a Alinity, o HulkBR, Felipe Neto e os irmãos Paul e seu canal está impune até hoje, como não esperado.

Sua alegria de pobre durou pouco, já que não demorou muito para os canais japoneses para finalmente acharem ela e enfim, tocar trocentos possíveis strikes no canal dela, deletando 99,9999% dos vídeos dessa pessoa.

CAPTURADO

Anunciamos que Suzy Lu não fará(ão) mais mal a ninguém,
pois se encontra(m) preso(s), morto(s) ou/e finalmente derrotado(s).

Agradecemos à(s)/a(o)(s): TV Tokyo e Toei Animation pela sua captura.
Obrigado, TV Tokyo e Toei Animation, certamente as pessoas poderão
dormir mais tranquilas graças a você(s).

Após seu canal ser suspenso, Suzy, junto com sua miguxa Pokimane, as preferidas do CensuraTube ajudam a plataforma a criar as novas Políticas de "Assédio e Cyberbullying", que serve para fazer jus ao nome, além de evitar pessoas expondo as ordenhadoras humanas abusando de seus gados e enfim executar a Ordem 66 contra os canais de opinião, tendo a maior vítima o canal do LeafyIsHere e mais canais vem ai.