Projekt Melody

0boobs.gif Este artigo trata de uma Hentai Girl

Ela é gostosa, mas nón ecziste. Ela participa de algum desenho, jogo ou quadrinhos e tem orgasmos infinitos.

Eu sei que é deprimente, mas tem gente que prefere tal bizarrice ao invés de uma mulher de verdade.

Projekt Melody é uma camgirl e youtuber virtual, as chamadas vtubers. Ou seja, ela non ecziste na vida real, mas isto não impede que faça o maior sucesso entre os punheteiros, ainda mais se for um otaku, já que a personagem foi desenhada no estilo anime baseada na personagem Motoko Kusanagi.

CriaçãoEditar

 
Melody fazendo seu aquecimento manual antes de enfiar todos os dedos na buceta.

Melody, ou メロディー para os mais exigentes, foi obviamente criada por um punheteiro otaku, mas ao contrário do que sua aparência sugere, ela não é de origem japonesa, e sim americana. Seu criador prefere manter-se anônimo e utiliza o nome de guerra DigitrevX para fins de identificação online, mas os moderadores da Desciclopédia já verificaram seu IP e confirmaram que sua localização é realmente nos Estados Unidos.

Embora seja uma inteligência artificial destinada a fins onanísticos, Melody tem uma biografia fictícia patética inventada pelo tal DigitrevX. De acordo com a história oficial divulgada, ela originalmente foi programada com a finalidade de verificar e-mails e caçar eventuais malwares que poderiam estar contidos nestes, mas devido à quantidade cavalar de propagandas de sites pornográficos recebida, teve seus dados corrompidos e transformou-se em uma hentai girl.

Sua data de "nascimento" registrada é 7 de julho de 2000 para evitar qualquer polêmica envolvendo pedofilia, assim ela teria quase vinte anos de idade quando fez sua primeira aparição em 2019, através de uma conta no Twitter em que declarou ter o sonho de se transformar em uma camwhore de carne e osso. Melody então pode ser definida como um tipo de versão gender bender do personagem infantil Pinóquio devido ao desejo em virar uma pessoa real, mas enquanto o boneco de madeira sofre de um crescimento nasal quando conta uma mentira, Melody é responsável pelo crescimento peniano de seu público com suas livestreams de mentirinha.

Polêmicas e boicote das feministasEditar

Em fevereiro de 2020, Melody iniciou a carreira de camgirl na plataforma erótica Chaturbate realizando performances interativas "ao vivo" que vão desde striptease básico até introdução de vibradores controlados via bluetooth. Quanto mais grana o público tarado doar, maiores serão os estímulos sexuais recebidos por ela. Sendo Melody uma personalidade virtual, não existem limitações físicas para ela, que pode aguentar bem mais de uma hora ininterrupta de putaria. Com esta vantagem em relação às camgirls reais, logo surgiram as críticas e boicotes vindos destas profissionais do séquiço, que apelaram para o argumento de que Melody seria um incentivo à sexualização precoce das crianças por ser uma representação sexual em desenho animado que poderia erroneamente atrair o público infantil. A personagem também foi acusada de fomentar a ditadura patriarcal, pois foi supostamente criada por um homem e estaria roubando o respeitável emprego de várias mulheres.

Claro que o alvoroço gerado teve efeito contrário e serviu para deixar Melody ainda mais famosa, e atualmente além do Chaturbate ela também faz transmissões mais comportadas em sites de conteúdo não-pornográfico como o Twitch e o YouTube.