Abrir menu principal

Desciclopédia β

Orgulho & Paixão

T-rex.jpg
Este artigo ou seção trata do passado. A partir daqui, só os dinossauros, o Dom Quixote e outros fanfarrões da idade média ou da pré-história estavam presentes.
Este artigo é relacionado à história.

Plínio Salgado aprova este artigo. Anauê!

Bushdestruiçãogolfe.jpg

Cquote1.png Você quis dizer: Orgulho e Preconceito? Cquote2.png
Google sobre Orgulho & Paixão
Cquote1.png Você quis dizer: Razão e Sensibilidade? Cquote2.png
Google sobre Orgulho & Paixão
Cquote1.png As irmãs Maledito! Cquote2.png
Susana.
Cquote1.png 'Herdei do meu passado/Um relicário de emoções...' Cquote2.png
Renato Godá sobre Os passeios de motocross de Mário/Mariana.
Cquote1.png 'Venenosa, he he he heeey... Cquote2.png
Música da Susana.

Escrita por Marcos Bernstein, Orgulho e Paixão foi uma novela das 18h exibida em 2018, entre 20 de março e 24 de setembro, sucedendo Tempo de Nanar e sendo substituída por Espelho da Brida; não é nada mais nada menos do que um plágio descarado de Orgulho e Preconceito, de Jane Austen.

Índice

DessinopseEditar

Vale do Café, um lugar qualquer no meio do nada, início do século 20. Ô Velha Benedito é capaz de qualquer porra na busca de um macho para cada uma de suas cinco filhas. Jane é doce e introvertida, incapaz de manifestar suas paixões. Ao contrário dela, Mário Mariana é aventureira, romântica e crossdresser, e não quer casamento arranjado. Já Cecília vive no mundo da rola, é caseira e está sempre cercada de livros. E a caçula Lídia, a mais mimada, frívola e despachada, vive atrás de um cara que a coma.

Elisabeta, a mais velha e a mocinha da história, não se encaixa nos padrões impostos pela mãe. Libertária e meio macha, ela tem uma ousadia natural, que pode encantar ou afastar pretendentes (mais afastar que encantar). Seu comportamento é desaprovado por Ema, que, apesar de ser diferente dela, é sua BFF. De família tradicional, Ema é a ave semelhante ao avestruz casamenteira oficial do Vale do Café, portanto vai casá-la com Darcy, o mocinho da novela. A chegada de dois rapazes solteiros e ricos é uma das razões que a motivam a oferecer um baile (BAILE mesmo, não essas putarias de baile funk de hoje em dia). Porém, eles têm uma parada em seu caminho: comprar o bem mais valioso de seu avô, o Barão de Ouro Rosa: suas terras.

Darcy Williamson é um homem imponente e o macho de Elisabeta, com traços tão marcantes quanto sua personalidade. Nascido aqui, é filho de um industrial inglês. Ele é sócio da mãe de Camilo Bittencourt, Julieta-tá, tá me chamando, uma mulher amargurada, marcada pelo passado, porém de muito sucesso nos negócios, o que lhe rendeu o apelido de Rainha do Café. Ela conta com a expertise de Darcy, tornando essa parceria rentável para ambos.

Com a amizade de um irmão mais velho, Darcy cuida para que Camilo, rapaz de personalidade amável (gay?), saia debaixo da asa da mãe. Assim que eles chegam ao baile de Ema, Camilo se encanta pela beleza de Jane, enquanto Darcy se sente intrigado com a presença marcante de Elisabeta. Em um duelo velado, numa loja de roupas, os dois se testam, deixando clara a personalidade de cada um, quando cada um parte uma calça ao meio com as mãos. Esperando encontrar neste baile mulheres sem sal, Darcy fica surpreso com esta jovem interiorana do interior. A relação entre Elisabeta e Darcy será decidida quando ele superar seu orgulho e ela se deixar levar pela paixão, daí o nome da novela.

Claro, toda história desse tipo tem que ter o vilão para estragar tudo, ou melhor dizendo, vilãs; são 3: Susana, papagaio de pirata de Julieta, responsável por fazer o trabalho sujo em seu nome. Susana é dissimulada, manipuladora e sedutora, e quer Darcy. Vítimas das armações de Susana para afastar Camilo e Darcy do Vale do Café, as irmãs Jane e Elisabeta decidem considerar a proposta de Ema para se aventurarem na capital. Elas, então, partem sob o pretexto de um simples passeio, quando na verdade estão em busca de respostas para suas vidas amorosas.

E todos aqueles romances água com açucar típicos do horário.

Quem é quem na bagaçaEditar

As Irmãs Maledito Benedito:Editar

  • Elisabeta - Nathália DIU
  • Jane - Pâmela Tomé
  • Mariana aka Mário - Danetty Braz
  • Cecília - Ô Ana Júlia Dorigon
  • Lídia - Bruna Griphao

O restoEditar

  • Ema - Agatha Moreira, a casamenteira oficial do Vale do Café, como é anunciada
  • Darcy - Thiagato Lacerda
  • Julieta tá, tá me chamando - Gabriela Duarte
  • Susana - Alessandra Negrinha, a vilãzinha da novela
  • Ô Velha - Vera Holtz
  • Petúlia - Grace Gianoukas, a assistente de Susana
  • Lady Má-rgareth - Natália do Valle, a verdadeira grande vilã da bagaça, entra na metade da trama
  • Camilo - Maurício Destro
  • Barão de Ouro Rosa - Ary Biotônico Fontoura

Trilha sonoraEditar

Capa: Elisabeta e Darcy no campo (ai, que romântico... foda-se.)

  1. Doce Companhia (Dulce Compañía) - Lucy Alves (abridura)
  2. Estrada Branca - Chitãozinho & Xororó
  3. Mais Bonito Não Há - Milton Nascimento e Tiago Iorc
  4. Fica - Anavitória
  5. Lembra - Luiza Possi
  6. Se Você Jurar - Mumuzinho
  7. Dono da Razão - Wilson das Neves
  8. Nômade - Renato Godá
  9. Erva Venenosa (Poison Ivy) - Valentina Francisco
  10. Te Amo Tanto - Paolo Luna e Claudia Leitte
  11. Menina de Vento - Zanna
  12. Noites Com Sol - Flávio Venturini
  13. Mais Que o Tempo - Taryn Szpilman (a dubladora brasileira da Elsa)

e:

InstrumentalEditar

Músicas de Iuri Cunha e Rodrigo Marsillac, mas foda-se, ninguém conhece mesmo.

  1. Uma Vez em São Paulo
  2. Valsa da Aurora
  3. Dias na Relva
  4. Red Hero
  5. Irmãos
  6. Valsa do Lugar Nenhum
  7. Tem Xota no Minueto
  8. Laços de Ternura
  9. Petúlia Petulante
  10. Polca do Café Forte
  11. Primeiros Amores
  12. Príncipe do Café
  13. Orgulho Tortuoso
  14. O Pulo da Perereca
  15. Na Mansão
  16. Bloody Moon
  17. Café com Leite
  18. Agonia Solstícia
  19. Boa Vida no Campo
  20. Primeiro Beijo
  21. Lady W
  22. As Mocinhas do Vale

AbriduraEditar

Hoje só quero silêncio
Não quero nada mudar
Quero ficar bem tranquila
E saborear esta paz

Tenho um momento de calma
Eu sinto o peso ceder
O emaranhado da vida
Já desfiz, sei por quê

Nada que venha de fora
Vai me fazer mais feliz
Como sentir os teus olhos
Tranquilos sobre mim
(Me sinto florescer)

Sua doce companhia
Não me canso de querer
Me sinto ressuscitada
Perto de você

Fico de longe esperando
A hora em que vou te ver
Em tuas mãos eu me entrego
Me rendi a você

Eu já não tenho resposta
Nem esperava encontrar
Meu coração tão cansado
Não queria sequer tentar

Ver também:Editar