Moscou

(Redirecionado de Moscovo)
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.svg Você quis dizer: Disneylandia Russa??? Cquote1.svg
Google sobre Moscou
Cquote1.svg Já fui lá. A coisa que eu mais gostei foi a Torre de Pisa! Cquote2.svg
Carla Perez sobre Moscou
Cquote1.svg Uiiii! Só de pensar em dançar em Bolshoi me dá arrepios!! Cquote2.svg
Gay sobre Moscou
Cquote1.svg Essa cidade ruge Cquote2.svg
Márcio Seixas sobre Moscou
Cquote1.svg Maior cidade e capital russa. Cquote2.svg
Capitão Óbvio sobre Moscou
Cquote1.svg Lá só tem macho! Cquote2.svg
Nerd Comunista sobre Moscou

Moscou (russo: Масква - pronuncia-se MASKVÁ (em maiúscula mesmo, porque russo fala tudo gritando); Moscovo para os portugueses) é uma cidade bastante admirada pelas suas belas praias e a quantidade de sol na região.

HistóriaEditar

 
Retrato estilizado da sede da Disneyland, Moscou.

A primeira referência de moscou na história foi no ano de 999 quando Yuri Dolkzpopovic convidou o principe Navgarodovzki para passear nos lindos campos floridos de Moscou.

A carta foi encontrada por um ex-aluno de Harvard no campus da universidade. Hoje este cidadão se chama Bill Gates.

O mesmo Yuri Dolkzpopovic mandou construir uma muralha que era para humilhar a Grande Muralha da China e devia contornar toda a Russia. Devido a falta de matéria (ou as origens dos trabalhadores) ela só conseguiu contornar moscou.

Depois disso, prevendo que a muralha não iria durar muito graças aos ataques mongóis, foram colocados vários Mafagafos em pontos aleatórios (estratégia não era o ponto forte deles). Depois deste episódio que a cidade se chamou Moscou (Moscou significa Mafagafo em Russo erudito), porém, há controvérsias, o Doutor Roberto reuniu 1.234,5 papiros e outros tantos pergaminhos em couro de cabra, além de consultar a Uncyclopedia.ca e o oráculo da Desciclopédia que foi criado por ele mesmo, e concluiu que o termo Moscou se refere a quantidade de moscas do lugar a partir de cânticos de trovas medievais que diziam que quando uma mosca pousa na sua comida ela (a mosca, claro!) moscou.

CidadeEditar

 
Sede da Disneyland em Moscou

Moscou é um lugar bastante apreciado por turistas suicidas graças a grande quantidade de quartéis militares na cidade. Também é uma cidade bastante apreciada por aficcionados por ballet (lê-se Gay) graças ao famoso teatro de Bichói. Você também pode visitar o Kremlin e é claro, beber sua vodka sossegado.

ClimaEditar

O clima da cidade é bastante romântico, propício para você fazer declarações de amor para a santa vodka ou então aquela loira militar que poderia acabar com a sua raça em um segundo.

As temperaturas na cidade podem congelar seus ossos facilmente se você estiver com roupas grossas e te deixar com calor ao andar nu. Então por isso, Moscou deveria ser a Capital dos Naturalistas.

EconomiaEditar

 
Bicha Misha, mascote das Olímpiadas de 1980.

A indústria na cidade é bastante variada, destacando-se a produção de imigrantes, de PhD's desempregados passando fome, de zilionários, dos incríveis Ladas, de vodka à base de óleo de freio e a fabulosa indústria produtora de gêneros alimentíceos de ótima qualidade, ideal para cometer um homícidio discretamente e para usar como tira-gosto com a bebida citada. Outra indústria importante na cidade é a de eletrônicos, que produz vários equipamentos-bomba, que são de muita utilidade para ataques terroristas. A principal fonte de renda da capital russa é resultante do monopólio sobre a venda de AK-47 e seus acessórios, tendo-se inúmeros contratos de exportação assinados com as mais importantes organizações terroristas do planeta. O sucesso de vendas deve-se em grande parte aos preços baixos, já que não há gastos com a mão-de-obra, constituída de trabalhadores escravos prisioneiros das Gulags patriotas voluntários e também ao merchandising presente nos filmes hollywoodianos e nos jogos como Counter Strike, Battlefield, Combat Arms e afins.

Evolução populacionalEditar

 
A cidade de Moscou "rugindo", de acordo com palavras do paquiderme dublador Márcio Seixas.

Os cidadãos russos estão crescendo cada vez mais, conseguindo facilmente chegar aos 2 metros. Isso se deve, proporcionalmente, ao aumento do QI dos habitantes de Moscou, que vem se observando desde meados do século passado, que se atribui ao fato de que o Gregory Rasputin, possuidor de um dos maiores QI's da história da humanidade, teve filhos com quase todas as mulheres de Moscou de sua época. Acredita-se que o QI médio dos habitantes de Moscou chegue a incríveis 19 pontos com picos de 24. Esta estimativa tem sido o motivo de discussões entre historiadores a respeito da verdadeira origem das etnias africancas.

O CentroEditar

Bem no centro da cidade, existe um complexo fortificado. Tal complexo, chamado de Kremlin (tradução do russo para Carandiru), abriga a Praça Vermelha, um local que no passado recebeu muitos protestos pacíficos e desfiles coloridos, e o Kremlin, propriamente dito, que é um castelo que mais parece uma construção árabe com cores alegres, tal qual um sorvete. Este castelo possui catacumbas, masmorras e o mais importante: um trono, mesmo que não existam mais czares lá. Dizem que na cozinha do castelo existem criancinhas, a serem utilizadas nos mais diversos pratos russos, confirmando o conto de que os soviéticos comem criancinhas.

Além disso, o complexo oferece outros recursos de lazer comunistas, como um necrotério, um paiol de armamentos e uma capela ortodoxa.

Ver TambémEditar