Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mogi-Mirim

(Redirecionado de Mogi Mirim)

Mogi-Mirim não é uma cidade, um município, um lugar. Está lá, mas ninguém tem muita certeza. Parece que é feito de névoa, algo irreal, um protótipo para uma próxima atração para o Parque da Xuxa. Mesmo assim, você não vai encontrar muita diversão por lá.

Índice

PopulaçãoEditar

Mesmo não sendo um lugar Formoso de verdade, já existem os emos, indies, otakus e toda essa papagaiada. Mas como nada por lá é muito certo, você pode matá-los que o CSI não vai te pegar. Você vai fazer um grande favor à humanidade, mas não ao "lugar": o número de habitantes é o mesmo que o QI de uma ostra dividido por 7854. Então, pense-bem.

 
Prefeita da cidade.

Há rumores de que é de Mogi-Mirim que veio grande parte de seres extraterrestres espiões, como Michael Jackson, Dercy Gonçalves, Gugu e Mussum (ele está vivo, só você que não sabe). Por essa razão, o governo brasileiro (isso não existe, só você que não sabe) já recebeu várias propostas da Rede Globo, do Inri Christo, da Samara e afins para lacrar a cidade com uma redoma de vidro e torná-la uma região de testes psicológicos e toxicobiológicos, comandadas por Murder e Scully. As mulheres são bonitas quando não são pirralhas, funkeiras, quando não são da Vila Dias ou da Linda Chaib, quando não são emos, quando não estudam no Coronel Venâncio, ou seja, 10% da minúscula população de mulheres são bonitas (menos estranhas). A maior conquista na vida de um mogimiriano é ir morar em Campinas. Quando querem ser chique, vão em Mogi-Guaçu no shopping Buriti. Agora Mogi-Merdarim possui também a buçanha de um McDonald's que sempre falta alguma coisa. Também tem como atração o Trevo do Rio Guaçu, lotado de putas fedorentas, que cobram 150 bolsonaros pra chupar o órgão genital velho e seboso do seu avô, pra depois chupar do seu tio e dar o cu com sefanoia pro seu micropênis que o mogimerdiano idolatra.

EconomiaEditar

Mogi Mirim é uma cidade que supera expectativas em termos econômicos. Seu incrível PIB não é gerado (como a maioria pensa) pelas indústrias da cidade, mas sim pela venda exorbitante de drogas, que ocorre diariamente, e que se quadriplica às sextas-feiras, quando os alunos do Rodrigues e do Cel. Venâncio se reúnem na praça, para fumar maconha e inalar solventes. A cidade desfruta também de uma prefeitura com políticos honestos e transparentes (tão transparentes que ninguém vê que há políticos lá), que fazem vista grossa para a sonegação de impostos das empresas e preferem arrecadar dinheiro desviando verba de merenda escolar. Além de roubar dinheiro público, ainda existe outra maneira curiosa para encher os bolsos dos governantes da cidade; lucrar dando multas de trânsito a quase todos os habitantes uma vez por semana. Pode ter um assalto a banco, um godzilla destruindo a cidade, ou até alguém roubando galinhas, a única lei que vale é a de trânsito. Coronel Venâncio a primeira e única escola de Mogi Mirim que presta, lá estuda todos os tipos de humanos e até de não humanos, existem um grupo de 3 meninas que são odiadas na escola, existe até uma modelo na escola, no caso a senhorita Ramira Moreira, existe professoras da época da fundação de Mogi Mirim, exite alunos que comandam a escola, podemos citar Vinícius Guimarães e Ruan Modena (que mandou abraços pra Milena) e entre outras espécies

CulturaEditar

Mogi-Miriano tem coisas peculiares em sua cultura. Como tomar sorvete na praça enquanto conta quantas vezes o mesmo imbecil dá a volta na praça com seu carro do ano. Sendo que este, por sua vez, com seu carro do ano girando em volta da única praça iluminada da cidade, procura vítimas de 10 a 60 anos para o abate, sem preferência de gênero, posição sexual ou sorvete favoritos.

Mogi Mirim também tem um folclore de que lá se erguerá um shopping, sim, os habitantes (100 no total) ainda acreditam nisso. Devido a sua cultura e educação fartas, é básico do mogi-miriano usar termos como "por bosta", Mogim (Mogi-Mirim = Mogim), "as direitas", e também "as esquerdas". Em Mogi Mirim só se é alguém se você dispõe de algum sobrenome famoso, tipo Dias, Guarnieri, Bonatti, Benetti, Cassete, Porrete, Rei, Capitão, Soldado. E quando se é alguém, é só cair de boca no bucetão... Silvas e derivados são meros baianos que não sabem o mínimo sobre a história de Mogi-Mirim.

O Bar do Val é a atração principal de jovens escrotos da faixa de 10 a 44 anos (que ainda se acham jovens), então eles se sentem na necessidade de usar merda de cavalo... ops, quer dizer, maconha e fumar paierin enquanto gastam 100 reais em Brahma, sinuca, e pagando drinks pras donzelas que moram pra cima do rio pra tentar comer seu infame botiquim, mais rodadas que as garotas da escola técnica de 16 anos que se acham tumblr (o que é outra bosta). Há jovens e aborrecentes frustrados que acham que ter 2000 mil seguidores num cu de mundo que possui 100.000 habitantes é ser especial, já que logo pensamos que nessa caralha de cidade todo mundo é primo, o que torna todas as relações sexuais dessa cidade num grande in-sex-to genial desses descendentes de italiano safados e manjadores de salame do caralho. Mamma a minha!

Outros lugares infames incluem: Clube Mogiano (só a nata que mora na vila frequenta), Gremio (isso existe?), Zerão (só tem capivara) e um halfpipe pra andar de skate. Todos esses lugares são propícios para se deliciar com coisas ilícitas.

Mogi-Mirim é famosa por seus atributos como cidade dormitório, e sede do PCC. Também é cultura excluir da sociedade mogi-miriana tudo o que for diferente ou novo. Logo a cidade ainda vive em 1935, o que é visível quando se passa no cinema, centro, e lojas da pataca cidade. Há agora alguns indícios de civilização (ou não), a algum tempo foi aberto um local no qual se faz casquinhas (sorvete) de creme, chocolate e misto, de uma empresa que eu não posso citar o nome porém que dispõe de um "MC Sabor". Mas é só a casquinha, a cidade e seus habitantes não estão preparados psicologicamente para os lanches, isso seria um estupro mental.

Manias de um "mogi-mirenho"Editar

Os mogi-mirenses, no geral:

  1. Dizem que não têm manias;
  2. Não acham nada engraçado;
  3. São seres chatos e sem graça;
  4. Querem matar o ser que escreveu isto;
  5. Não estão nem aí, PORRA!!!
  6. Dizem que a cidade fica no interior, o sotaque de lá é igual dos carioca, cê tá intendeêendo? Meses chique: seteêmbro, noveêmbro e dezeêmbro, o mais feio: maarço
  7. Acham que Campinas é a capital...