Abrir menu principal

Desciclopédia β

Holografia

Holografia... você viu aquilo? - mas holografia ou holograma, sem a grafia mesmo, é projeção de imagens, mas imagens em 3D, sim, não precisa nenhuma parede, nem deixar tudo escurinho e também não é preciso uma tela, você enxerga criaturas inexistentes, mesmo sem estar com sua esquizofrenia elevada à raiz enésima. Como algum nerd chegou a mais essa invenção e como ela funciona? Segue mais essa bosta joia da Desciclopédia para enriquecer sua sabedoria ou ao menos fazer você dormir sem historinha, nem carinho, nem Rivotril.

Primeira imagemEditar

 
Veja que holograma... não, esses são reais.

Tudo começou há muitas décadas quando Dennis Gabor, um jovem nerd em sua tenra aborrecência foi chamado pelos colegas pra passear, mas ele como quase sempre não quis ir. Seus pais porém o obrigaram incentivaram porque estavam querendo dar uma trepada pra matar a saudade preocupados com aqueles modo antissociais do cuzão filhote, então lá foi ele com uma cara de bunda inacreditável(se eu tivesse lá, já curaria de forma amigável), sabendo que o chamaram por algum motivo do tipo gostarem muito dele rachar as contas do passeio ou algo assim. Ele planejava usar seu tempo livre para punhetar e continuar seus estudos sobre a anatomia das formigas.

Lá foram e não podiam ter escolhido lugar mais infeliz, nem só por ele ser um nerd inveterado, mas uma porra deum passeio que é uma bosta mesmo, escolheram ir num circo, mas não era de horrores ao menos, assim não veriam ninguém parecido com Marisa Monte por lá, mas é um lugar muito chato, mesmo nos dias de hoje, ainda se pode salvar alguma coisa de Beto Carreiro e, coisas como Circo da China na verdade não são circos propriamente, mas deu pra entender. Os demais se divertiram assim mesmo, mas o pênis Dennis estava pedindo pra sair... Foi então

 
Agora um holograma... não é. É imagem real novamente.

que sugeriram a sala dos espelhos, ao entrarem ele continuava com a mesma cara de bunda, mas ao ver aquele monte de imagens... ocorreu aquilo que se passa na cabeça de gênios dessa espécie: sabe aquele amigo que você olha e do nada ele muda de expressão facial... então, ele havia tido um daqueles insides ou lampejos pra você não reclamar do inglesismo, até porque ele era húngaro. O monte de imagens visto fez ele desenvolver alguns estudos que mais tarde, revelariam ao mundo a descoberta de como formar imagens holográficas. A primeira imagem é o Dennis Gabor com cara não de bunda, mas aquele arzinho maquiavélico não de maldade também, mas de descobri.

Segunda imagemEditar

 
Finalmente um holograma, agora deixe de xingar.

Segunda imagem é aquela descabelada e risonha e tem haver com as aplicações dos cálculos(meus ovos) dele, aperfeiçoando muitas coisas, entre eles a holografia. Esse cálculos simplificados(meus ovos), mais o laser permitiram hologramas cada vez melhores e mais detalhados. Nem é preciso essa segunda imagem novamente, agora são múltiplas imagens interagindo para formar uma inteirinha do nada.

Melhores explicações(meus ovos), ao invés da luz incidida sobre o objeto ser captada, os feixes(reflexos) é que são utilizados e, cada imagem tem a informação completa do todo, embora cada uma de várias imagens tenha uma função pra formar o todo. Das ondas, uma alumia o holograma, outra toma forma. As deformações que o objeto causa na luz é que são captados, então lá está a imagem formada por laser para nossos zolhões esbugalhados comtemplarem várias imagens holográficas, melhor do que ver duendes.

Era pra falar mais, mas minha cabeça meus ovos estão doendo... sério, eu já sei tudo sobre holografia, mas é que quero permitir que você tenha mais experiências reais com holografia, para depois ler mais sobre isso, pode acreditar.