Gegharkunik

Gegharkunik é a província mais calma de toda a Armênia e para onde os milionários do país (?) vão para passar as férias... Quer dizer, isso se eles não gastaram todo o dinheiro saindo da loucura que é o Oriente Médio. A província é muito calma, talvez, por sua fronteira com o Azerbaijão.

ProvínciaEditar

 
Gegharkunik, a região mais calma da Armênia, afinal só faz divisa com o Azerbaijão.

Lar de 4 cidades urbanas e 87 comunidades rurais, comparado ao resto do país foi uma das menos afetadas, talvez porque os turcos e persas achavam que só as regiões das fronteiras eram invadiveis além de que se a fronteira com os países já é uma merda imagina o interior da Armênia.

Porém foi isso que protegeu (um pouco) essa província de ser muito judiada, tanto que ela é a única que tem o mesmo número de cidades desde a refundação da Armênia. Ou seja, enquanto as outras províncias Armenas acabaram tendo todas as comunidades rurais destruídas pelos persas e turcos essa aqui está com as comunidades "quase" intactas.

Seja como for, as cidades urbanas acabaram atraindo confusão como gangues e grupos anarco-terroristas que fazem uma luta sem fundamento contra o próprio país, que já está indo de mal a pior.

Seja como for, na fronteira com o Azerbeijão tudo é mais calmo onde alguns milionários se alojam para ficarem longe das balas perdidas.

EconomiaEditar

Um dos únicos lugares da Armênia onde a economia não é "paranoia com os turcos". Por não ficar na fronteira com o Irã e nem com a Turquia quem mora aqui é obrigado a saber mexer em uma enxada. Afinal arranjar guerra com o Azerbeijão seria demais e a Armênia acabaria sendo totalmente destruída.

Mesmo assim, tudo que é plantado e colhido do solo dessa província sai com um gosto estranho que foi apelidado de "gostinho da Armênia", ou seja, gosto de chumbo misturado com Óleo de tanques israelenses. Como os israelenses chegaram até aqui se tem o Líbano e o Iraque no caminho? É um mistério.

Seja como for, conseguem vender isso para alguns países que comem guerra como o Paquistão e alguns do Chifre da África.

DemografiaEditar

É interessante ver a demografia de Gegharkunik, pois em 10 anos a população acabou migrando para o interior na esperança de não ter que sofrer mais com os grupos radicais e anarco-terroristas desses centros urbanos. Parece até automático de um país do Oriente Médio: sempre terá um grupo fazendo terrorismo dentro de um país.

A tendência é que com o Irã fazendo armas nucelares e a China querendo brincar de guerra fria outra vez é que todos os armenios se mudem para os campos (apesar de ser bem provável que acabem esquecendo a Armênia no holocausto nuclear).