Faz de conta

Encantada03.jpg Pirlimpimpim! Este artigo é encantado!

E é um oferecimento de "Andalásia" estilistas.

Cquote1.svg Que todos tenham um final feliz! Cquote2.svg

Faz de conta é uma expressão utilizada para falar que algo é real, apesar de quem está fazendo de conta saber que não é. O da Emília do Lobatinho não conta, pois o dela se torna real nas histórias e quem lê faz de conta que uma treta dessas é coisa que se considere, mesmo sendo em ficção é difícil de estabelecer(só que não, mas isso fica pra depois). Faz de conta, fora do contesto de Lobatinho, nada mais é do que, por exemplo, colocar uma flor nos cabelos e sair rodopiando pela rua, e assim mesmo achar que ainda te resta dignidade.

ContaEditar

 
Fazendo de conta que é idiota, na verdade é imbecil.

A palavra, você pode pensar com essa sua carinha de biba sabida, que seria mais certo algo como faz de real, faz que é mesmo não sendo, algo assim. Porque conta? Eu não sei também, apesar de ser uma biba mais sabida que você, mas pode-se especular. Conta pode-se dizer conte com isso como sendo verdade. Ou também pode ser faz de contar, como se estivesse contando algo a mais em uma história... Tá bom vou consultar meu amigão douto em linguagem... Não ajudou porra nenhuma, então vai ter que se contentar com a minha explicação, ou fazer de conta que se contentou.

 
Esse tem facilidade em fazer de conta que é coelho ou porco ou castor ou...

Cada coisa sem noção que se põe na conta, a história fica mais inacreditável, mas assim mesmo é em nome da brinks portanto, desde que não se chegue a ponto de fazer de conta que pode voar e pular de mais de dois metros de altura, ou fazer de conta que se tornou mulherrrrr... tudo certo.

...mas isso tudo na brinks porém algumas pessoas tentam trazer o faz de conta para a realidade, nesse caso pode ser uma desgraça. Lobisomem, legal vamos brincar disso, principalmente dependendo de quem se deve atacar, mas nada de brincar de soldado na realidade se a sua profissão, estabelecida ou a caminho, for totalmente outra. Veja no que deu por exemplo nossos presidentes eleitos democraticamente querer brincar de por fogo em Roma na América latina, ainda brincando com dinheiro real.

A conta pode ficar alta demais se isso sair da ficção. Sendo ficção, tudo de boa, mas faz de conta na real, não pode dar certo, é melhor ir se tratar caso chegue a tal ponto, mas o pior é que pode ocorrer de outras criaturinhas ser iludidas e entrar no faz de conta de quem quis leva-lo a realidade. O pior de tudo é depois descobrir que, quem começou o faz de conta levado para a realidade e de forma bem infeliz, já sabia desde o início o resultado que daria, apenas quem se deixou iludir sempre por aquele marketing de sempre, é quem foi na onda. O pior é o tempo que alguns demoram pra sair desse tipo de faz de conta nocivo, outros percebem mais rápido.

Horas boas e ruins para se fazer de contaEditar

 
Nessas condições só pode fazer de conta.

Fazer de conta que ainda está dormindo quando é feriado e te solicitam uma tarefa chata, que tu tinha outros planos. Fazer de conta que não está colando ao ser pego, essa tem que ser mestre no faz de conta, mais até do que a Emília, mas sempre é possível que se obtenha vons resultados. Chegar atrasado por pura vadiagem e fazer de conta que não é porque você tinha algo importantíssimo que tomou muito de seu tempo. Essas sim são horas muito boas em que é bom ser mestre no faz de conta. Abaixo seguem as vezes em que isso costuma fuder com todo mundo.

Fazer de conta que acredita em eleições democráticas onde houve fraude, mas há que se fazer de conta quando a empresa que ficou respon´svel ainda possui histórico de fraude, mas não poder dizer que houve fraude, mesmo que até o ser mais imbecil do mundo já tenha percebido. Esse tipo de faz de conta é uma porcaria. Outro faz de conta ruim, é por exemplo 70% das pessoas de um lugar escaldado em tretas das mais cabulosas, mas as principais mídias fazer de conta que estão divididos. Sabendo que a única divisão é no meio da bunda e que daí também sai merda, não se pode reclamar, mas deve-se fazer de conta que acredita.

Ver também, se quiserEditar