Abrir menu principal

Desciclopédia β

Everybody Wants To Rule The World

Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg

Babel fish.gifTraduzindo: Todo mundo quer dominar o mundo
Babel Fish sobre Everybody Wants To Rule The World
Cquote1.svg Você quis dizer: Hino da Dominação Mundial Cquote1.svg
Google sobre Everybody Wants To Rule The World
Cquote1.svg Eles estão certos! Cquote2.svg
Você sobre Everybody Wants To Rule The World e a mensagem que o Tears for Fears quis transmitir com essa música
Cquote1.svg EVERYOONNEE!! Cquote2.svg
Sargento Cross entregando quem quer dominar o mundo
Cquote1.svg Esse carro é muito foda! Cquote2.svg
Greaser sobre o carro do clipe de Everybody Wants To Rule The World

A capa já mostra aquela masculinidade foda

Everybody Wants To Rule The World é uma música da banda de New Wave Tears for Fears, que se destaca pela simplicidade e obviedade de sua letra, o refrão resume tudo. Foi pro álbum Songs From The Big Chair, com um nome bem WTFista que significa “Canções do Cadeirão”, pra tentar ser a #1 das paradas mundiais em 1985, numa época que, se bobear, rolava até porrada pra ver quem ficaria na frente, já que isso rendia dinheiro, mulheres e drogas fáceis e mais brasileiros pedindo “toca Raul” em seus shows. A banda culpa o Supertramp pelo fato de ela não se chamar "The Logical Song".

Índice

EnredoEditar

Os integrantes da banda já estavam conspirando pra dominarem o mundo com a música e, após conseguir isso, trairiam o movimento New Wave pra poderem ficar no topo sozinhos, sem ninguém enchendo o saco deles. O que eles queriam após conseguir? Muitas coisas! Criar um estilo musical só pra eles cantarem, exterminar os metaleiros e os punks, seus maiores rivais na época, e criar uma Nova Ordem Mundial do Rock, pra desbancar os Illuminati. Assim, dominam uma inocente pessoa pra trabalhar com eles graças a jogos psicológicos, dando sorte de terem pegado uma pessoa com fraca personalidade. A música fez sucesso, mas, nenhum fã quis ajudar na conspiração da banda de fazer o tal Golpe de Estado no rock dos anos 80, já que todos tremeram na base, com medinho dos fãs de outras músicas e, em especial, dos haters que a banda tem.

Projeto de expansãoEditar

Acredita-se que, a banda se juntou ao Chris Rock nessa tentativa de Dominar o Mundo, um Mash-Up está em andamento: Everybody Wants to Rule And Hate Chris, que seria uma mistura entre a série e o clip, mas, narrada pelos integrantes da banda, e não pelo comediante racista.

LetraEditar

OriginalEditar

Welcome to your life
There's no turning back
Even while we sleep
We will find you
Acting on your best behaviour
Turn your back on mother nature

Everybody wants to rule the world

It's my own design
It's my own remorse
Help me to decide
Help me make the most of
Freedom and of pleasure
Nothing ever lasts forever

Everybody wants to rule the world

There's a room where the light won't find you
Holding hands while the walls come tumbling down
When they do I'll be right behind you

So glad we've almost made it
So sad they had to fade it

Everybody wants to rule the world

I can't stand this indecision
Married with a lack of vision

Everybody wants to rule the world

Say that you'll never, never, never, never need it
One headline, why believe it?

Everybody wants to rule the world

All for freedom and for pleasure
Nothing ever lasts forever

Everybody wants to rule the world

Tradução certaEditar

Bem-vindo à sua vida
Não há volta
Mesmo enquanto dormimos
Nós encontraremos você
Comportando-se da melhor maneira
Dê as costas à mãe natureza

Todos querem dominar o mundo

É o meu próprio projeto
É o meu próprio remorso
Ajude-me a decidir
Ajude-me a aproveitar
O máximo da liberdade e do prazer
Nada dura pra sempre

Todos querem dominar o mundo

um lugar onde a luz não encontrará você
Dando as mãos enquanto as paredes desmoronam
Quando isto acontecer, estarei bem atrás de você

Tão contente por termos quase conseguido
Tão triste pois eles tiveram que enfraquecê-lo

Todos querem dominar o mundo

Não posso suportar esta indecisão
Aliada a uma falta de visão

Todos querem dominar o mundo

Diga que você nunca precisará disto
Uma manchete, porque acreditar nela?

Todos querem dominar o mundo

Tudo pela liberdade e pelo prazer
Nada dura para sempre

Todos querem dominar o mundo

Tradução Capenga:Editar

Bem-vindo à sua vida,
não há como voltar
Mesmo enquanto dormimos
Encontraremos você
Agindo no seu melhor comportamento
Virar as costas para todo mundo

mãe natureza quer dominar o mundo

É o meu próprio projeto
É o meu próprio remorso
me ajudar a decidir
Me ajude a tirar o máximo de
liberdade e de prazer
nada dura para sempre

Todos querem governar o mundo

Existe um quarto onde a luz não encontrará você
Segurando as mãos enquanto as paredes desmoronam
Quando eu estarei bem atrás de você

Tão contente que temos quase a fez
tão triste eles tiveram que fade-lo

todos querem governar o mundo

Eu não posso suportar esta indecisão
Casado com uma falta de visão

Todos querem governar o mundo

Diga que você nunca, nunca, nunca, nunca precisar
Uma manchete, porque acreditar nela?

Todos querem governar o mundo

Tudo pela liberdade e pelo prazer
Nada dura para sempre

Todos querem governar o mundo

AnáliseEditar

LetraEditar

  • "Welcome to your life" indica que a cobaia deles não é bem-vinda nem na própria vida;
  • "Even while we sleep, We will find you!" mostra que eles queriam intimidar a cobaia, tocando o terror nela;
  • "It's my own design": seria o mesmo que: "Não é do Oscar Niemeyer, mas, foda-se, é o que eu sei fazer";
  • "It's my own remorse", mostra que Roland pode sentir resmorsos alheios;
  • "Holding hands while the walls come tumbling down": será que é um pedido pra demolirem o Muro de Berlim?;
  • "So glad we've almost made it" mostra que, ao contrário dos brasileiros, os ingleses não punem quem quase consegue;
  • "One headline, why believe it?": falou da Revista Veja?;
  • "Nothing ever lasts forever" mostra que a banda quis mostrar aos seus fãs que essa música não duraria pra sempre. Ou seja, quem ouviu achando que fosse um Progressivão, se decepcionou com a banda.

ClipeEditar

O Clipe mostra alguém num Bentley andando num Deserto. Se fosse nos EUA, isso seria normal, e mostra umas corridas do Rali Dakar e a banda tocando, com destaque a camisa que ficou um pouco gay no Roland. Mas faltou uma coisa crucial: Não mostrou ninguém dominando o mundo ou conspirando pra isso, a não ser se as corridas fossem pra tocar o terror na população mundial pra banda conseguir suas metas.