Mudanças entre as edições de "América"

3 817 bytes adicionados ,  13h38min de 8 de julho de 2016
sem sumário de edição
 
[[Imagem:Americachaves0qv.jpg|center|frame]]
 
==A América é um país ou um continente?==
 
Existe uma controvérsia frequente entre estadunidenses e latino-americanos (principalmente hispânicos, já que a maioria dos brasileiros tá cagando pra isso e querem mais que os EUA tatuem "America" no cu) sobre o termo América ser o nome de um continente ou o nome das terras do Tio Sam. Defensores da América país alegam que os EUA podem chamar a si mesmos assim em analogia com nomes de outros países, como Estados Unidos Mexicanos, Estados Unidos do Brasil, Estados Unidos da Colombia e Estados Unidos do Meupauessuabunda. Já os defensores da América continente, além de mandarem os primeiros irem chupar as bolas dos yanques, alegam que todos esses países já eram chamados com seus nomes antes de terem "estados unidos" acrescentados a eles.
 
Para esclarecer essa questão de uma vez por todas, devemos fazer uma viagem ao mágico mundo da História (essa coisa machista do caralho, his=dele, story=estória, mas foda-se):
 
Lá no começo do século 16, os europeus fuderam com a Europa até a exaustão e saíram pelos mares a procura de outras terras e povos para foder. Acabaram encontrando essas terras que ocupam a maior parte do hemisfério ocidental e as chamaram coletivamente de América (em homenagem a Amerigo Vespúcio, em vez de Colombo ou Cabral, sim eles eram estúpidos), apesar de fazer muito mais sentido considerar as terras do norte e do sul como continentes separados, mas a Europa e a Ásia deviam ser consideradas o mesmo continente, então foda-se (vai ter muito disso nesse texto).
 
Eventualmente os britânicos resolveram dar sua contribuição para a fudeção do Novo Mundo e fundaram 13 colonias nas terras do norte. Quando os colonos perceberam que estavam sendo fodidos quase tanto quanto eles fodiam os índios (na verdade não chegava nem perto, mas eles queriam se ver como mocinhos) declararam a independência e seus líderes chamaram o novo país de "United States of America", ou seja, eram estados que estavam unidos e localizados no continente chamado América.
 
Mas, como os estadunidenses são tão retardados quanto os brasileiros (só que mais ricos), o povão pensou que América fosse o nome do país e passaram a chamar ele assim e a si mesmos de "Americans" em vez de "US Americans", que é o que qualquer pessoa razoável faria. Esse hábito continuou até que virou padrão, eles passaram inclusive a considerar América do Norte e América do Sul como continentes distintos, usam o termo "Americas" para o conjunto e dizem que não existe um continente chamado América. Sim, isso mesmo, pra eles existe o norte e o sul da América, mas ela mesma não existe ("como você é burro, cara!").
 
Essa questão de suma importância que afeta a vida de todos nós, que é como chamamos a porra dessa porção emersa de magma resfriado no extremo ocidente, é uma fonte de ofensa para todos os povos da América (o continente, sua anta). Os estadunidenses ficam ofendidos porque não querem ser confundidos com os países subdesenvolvidos do sul (com o Brasil principalmente). Já os canadenses ficam ofendidos por que não querem ser chamados de americanos. E, por fim, os latino-americanos ficam ofendidos porque os americanos (os estadunidenses, seu analfabeto funcional) tão cagando e andando para o que o resto da América (que pra eles não existe) pensa.
 
Conclusões:
**A América é um continente, não devia ser, mas é.
**A América é um pais também, não devia ser, mas os filhos da puta que moram lá podem chamar aquele caralho do que quiserem, seria inclusive mais adequado "United States od Motherfukers".
**Mas, porque bucetas (onibus pequeno na Venezuela, seu arrombado) os latino-americanos não inventam um outro nome para o continente é matéria para enfiar no seu orifício anal.
 
{{Continentes}}
5

edições