Mudanças entre as edições de "Cultura"

48 bytes adicionados ,  15h03min de 2 de janeiro de 2014
adicionando elementos <br> ao texto.
(Enriquecimento da História Cultural do Brasil.)
(adicionando elementos <br> ao texto.)
Talvez depois que os Bailes [[Funk]] [[cariocas]] acabarem, 'músicas' sem sentido algum ou até mesmo sem letra igual a dança do [[quadrado]] ou a do [[Dança do Créu|créu]] ou depois que tirarem a bunda [[gorda]] da [[Mulher Melancia]] da TV para o [[Zé Povão]], [[pedreiro]]s, [[cobradores de ônibus]], [[flanelinha]]s e outros pararem de ficar babando numa bunda gorda, a cultura do Brasil exista algum dia.
 
No entanto, anomalias são impostas como costumes em imposições a cultura.<br>
o grande ciclo que tem se formado afim de aprisionar os indivíduos em cobranças da economia e aceitações sociais,<br>
é a poluição em sociedade de cavalos-mandados onde espalham suas ações aos grupos.<br>
 
Começando pela escolaridade onde são ensinados e impostas as falhas<br>
afim de se impor a culpa e aceitação pela derrota que fazem as conversações dos grupos.<br>
tendo em vista o acumulo onde são postas em leis a grande massa consumidora.
 
Socialmente nas ruas bebedeiras e progresso ao consumo fazem os motoristas,<br>
em estratégias políticas onde são feitos reféns da movimentação a privatização do espaço público.<br>
nesta etapa, direitos do consumidor fazem economia onde variações culturais tentam moldar as imposições,<br>
estas que em ciclo são feitos os automóveis.
 
Com o fim da liberdade pública pela ganância ao consumidor,<br>
continuam a espalhar onde vestem uniformes ao que pagam os salários.<br>
os enfeites que desfilam os empregos em passeios pelas cidades.<br>
Os Parques-de-Diversão que em participação são feitos os grupos expostos aos sorrisos<br>
estes que falham a Cultura aos novos consumidores.
 
Usuário anônimo