Erik, o Machado Sangrento

Viking arca de Noé.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

Este artigo é relacionado à história.

Lembre-se que os alemães perderam a guerra. Duas vezes.

40967074 nikita.jpg
Erik, muito furioso

Erik Strongsjgsnk Machdssen Sangrentland, ou apenas Érico, o Machado Sangrento, foi o segundo grande rei viking norueguês do Ocidente. Acredite se quiser, Érico era filho de Harald Cabelo Belo. Diferente de seu pai, Erik tinha um cabelo muito mal cuidado.

OrigemEditar

Filho do grande e vaidoso Harald Cabelo Belo, fundador da Noruega, Erik era um menino feio e maldoso. Vivia travando batalhas com seu irmão Cacetovski, o Bastão Sangrento, e sempre apanhava.

Erik tinha um machado, sujo com suco de tomate podre, pois era utilizado para cortar tomates para festas. Muitos boatos surgiram e todos acusaram Erik de ser assassino de galinhas. Por causa disto, Erik ganhou o apelido machado sangrento, pois aquela sujeira de tomate realmente parecia com sangue.

Conquistas e morteEditar

Como qualquer viking, Erik também tentou invadir a Inglaterra e como quase todos os vikings (Exceto Canuto), também apanhou muito. Depois disto, Erik invadiu a Rússia e se naturalizou russo. Trocou o hidromel pela vodka e o elmo chifrudo pelo gorro de cossaco.

Seu irmão (aquele mesmo) havia dominado a Noruega (que seria doada para Erik). A notícia chegou até Erik, que voltou rapidamente para tentar reconquistar o trono. Foi espancado com golpes de clava e morreu. Teve um velório viking, ou seja, foi jogado no mar.

Ver tambémEditar

Precedido por
Harald Cabelo Belo
 
Rei da Noruega

931 - 933
Sucedido por
Haakon, o Bom

v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!