Abrir menu principal

Desciclopédia β

Devoniano

Na escala de tempo geológico, o Devoniano ou Devónico, é o período da era Paleozoica dentro do chamado Éon Fanerozoico (não entendeu nada? Estude geologia, bobinho!) compreendido entre 416 milhões e 359 milhões de anos atrás, aproximadamente, usando os cálculos do calendário da minha namorada que ela usa pra controlar o ciclo menstrual. O período Devoniano sucede o período do Sururu e precede o período do carvão, ambos de sua era. Divide-se nas épocas Devoniana Inferior, Devoniana Média e Devoniana Superior, da mais antiga para a mais recente (lógico). Neste período se formaram muitos depósitos de petróleo e gás natural que temos hoje, portanto mande a Venezuela e Bolívia agradecerem pela existência desse período, senão seriam ambos apenas mais dois países fodidos da América Latina.

Fauna e floraEditar

 
Um dos mais de oito mil peixes bizarros que surgiram nessa época, mas que morreram na mesma.

Foi nesse período que ocorreu a Extinção massiva do Devoniano, ou Extinção do Devoniano Superior, onde a caralhada de peixes que surgiram no período e mais um monte de outros seres ridículos foram tomar banho no inferno. Além da expansão absurda de peixes, de todas as classes existentes hoje (ósseos, cartilaginosos, com nariz pra respirar fora d'água, celacantos, peixes gigantes que seu tio pescador vive dizendo que pegou e o Monstro do Lago Ness) e um monte de outros inúteis que faleceram faz tempo, como os ostracodermos (que roubavam conchas de ostras pra viver) e os placodermos (os primeiros Cavaleiros do Zodíaco do universo, mas foram todos derrotados por Hades no final do período), surgiram nesse período os primeiros anfíbios, como o Ichthyostega, considerado o primeirão a viver nos dois universos, e também as primeiras florestas de Mulher-Samambaia se espalharam pelo planeta, causando a migração de tubarões e cações-anjos pra fora d'água pra comer essas gatinhas.

OBS: Esqueci de avisar que foi assim como na última frase foi dito que Boa Viagem virou o território mais querido por tubarões até hoje.

GeologiaEditar

Neste período os continentes de Laurentia e Báltica tomam uma cachaça no bar do inferno e acabam colidindo uma na outra no meio da BR, causando a criação do continente da Euramérica (que se você ainda não sacou, um dia dariam origem à Europa e à America e também à Bahia). Assim, o mundo passa a ter apenas 3 continentes: o já citado, nascido da fusão forçada da colisão dos dois carros, a Sibéria ao norte, já produzindo um pouco de picolé, mas bem pouco; e Gondwana (o que viraria em parte o Brasil e outros países de língua portuguesa menos importantes para os ricassos do norte, como Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Timor Leste, Cabo Verde, Açores e República das Bananas). O problema é que eles continuaram a beber, beber, beber... e continuavam na onda de dirigir embriagados, o que logo iria levar a colisão fatal e gerar a Pangeia. O clima era quente de rachar e o nível dos oceanos era grandão, o que logo levaria aos alagamentos fuderosos em São Paulo e Recife, culminando na extinção massiva no fim do período, já que a água tava tão quente que todo mundo que podia deu o fora dela ou comprou bons ar-condicionados aquáticos. O resto morreu tostado.

<< Paleozoico >>  
<< Cambriano Ordoviciano Siluriano Devoniano Carbonífero Permiano >>
A Escala de tempo geológico
<< Devoniano >>  
<< Devoniano Inferior Devoniano Médio Devoniano Superior >>
A Escala de tempo geológico