Abrir menu principal

Desciclopédia β

Chorando no Campo

Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg

Chorando no Campo canção feita melodia e letra pelo Lobão, não sabem como se ele nesse tempo vivia mais preso do que andando por aí e quando andava não era no campo, era pela calçadas e asfaltos esburacados para vomitar água juntamente com as 50 calorias que havia ingerido em três dias, porém se atesta de que ele se inspirou mesmo quando estava andando pelo campo e vertendo espirros com ranho e muito pó lágrimas e soluços.

Letra e apenas a letraEditar

 
Atormenta-se o Brasil a vizinha.

A letra e apenas letra porque não terá qualquer adendo, pois se não entender é porque não entende nem como ele descobriu que o Olavo de Carvalho é narcisista e destrutivo, mas só é narcisista e destrutivo na mesma medida em que é enrugado, bem pouco... Como todo mundo mesmo que demore, criará rugas, se morrer cedo enrugará antes de se tornar esqueleto, então deixemos isso, mas o Lobão se tornou esqueleto várias vezes em vida mesmo, quando queria apenas exercitar o nariz, as veias e os pulmões, mas esquecia de se alimentar. Sem mais, vamos à canção.

A chuva cai chorando

E meu amor vai e vem

No céu, no chão, a rede vai

Me vai levando


A noite, além da noite

Me faz lembrar o que eu não vivi

E toda essa história, esse segredo

Memórias num vendaval

 
A chuva já parou faz tempo, mas ele sempre entende bem depois.


Pela estrada enquanto eu passo

O cinema é só ilusão

Vou chorando pelo campo

No meio do temporal


Pela estrada enquanto eu passo

O cinema é só ilusão

Vou chorando pelo campo

No meio do temporal


A chuva dá saudade

De algum lugar que eu nunca fui

E o vento vai soprando o choro

Tão distante


Pela estrada enquanto eu passo

O cinema é só ilusão

Vou chorando pelo campo

No meio do temporal

 
Sentado para melhor sentir as vibrações: é que ele sempre demorou pra entender.

Pela estrada enquanto eu passo

O cinema é só ilusão

Vou chorando pelo campo

No meio do temporal


Desse temporal

Desse temporal

Desse temporal




ConclusãoEditar

Eram as idas e vindas de uma namorada muito distante na vida dele de nome Joice Hasselmann desconhecido, que nada tem a ver com a relação atual do Lobão: uma carcaju batizada de Maria Bonita por ele ser fã do Lampião, que o salvava sempre que a cela estava escura e sem luz, essa primeira namorada do Lobão ia e voltava como diz a letra porque sempre que ela não conseguia dorgas com ninguém por falta de grana e não estava a fim de dar pro traficante pra pagar a conta, ela lembrava que o Lobão tinha os baguio de sobra por conta de tantos amigos que ele foi obrigado a fazer sempre que ia preso ou preso sempre ia. Dessa forma ele se sentia deprê por saudade entre outras coisas, andou na chuva numa das vezes que saiu da prisão, o campo ninguém descobriu qual foi, mas ele quem chorou pra se inspirar, não a chuva, pois seria mais fácil dizer que as nuvens choravam — não que esse detalhe tire a poesia da questão canção.