Abrir menu principal

Desciclopédia β

Capital (economia)

Nota: Se foi redirecionado(a) para esta página e não é a que procura, consulte: Capital.


Em bom economês, um bem de capital é um bem durável adquirido, como aquela porcaria do seu carro, ou um bem que vai ser usado pra produzir ou fazer qualquer coisa, como máquinas agrícolas ou industriais, matéria-prima ou escravos.

HistóriaEditar

O termo foi pioneiramente empregado por Adam Sandler em seu livro lançado em 1984 e depois retratado no filme Click, filme que rendeu ao ator o Oscar como melhor roteiro e melhor protagonista. No livro, o moedinha descreveu o capital como "uma paixão que nós estocamos em uma caixinha e que esperamos que eles [os gentios] nos revendam ainda mais".

Seguindo o ponto de vista de Carlos Marques, professor da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da PUC-RS e escritor de um livro sobre O Capital lançado em 1997, o capital é visto apenas como o dinheiro dos patrões. Na opinião dele, um iPhone 8, um apartamento em Leblon e o Audi TT que ele ganhou há 10 anos do pai, não configurariam o capital, já que segundo ele mesmo, tudo que o trabalhador "produz" a ele pertence, onde a mesma regra, ironicamente, não vale para o pequeno microempreendedor dono de um negócio. Este sim, é visto como um porco burguês, capitalista safado.

Influência do capital no cotidianoEditar

 
O capital influencia na forma como os países são tratados pelo globo.

Mesmo depois de séculos de sua criação, o capital continua sendo uma das invenções que mais influenciam a vida do Homem (e Mulher) Sapiens até hoje. Desde relacionamentos entre países até mesmo relações entre pessoas, tudo acaba sendo influenciado pelo capital.

A espécie humana, por exemplo, define seu parceiro de acasalamento conforme os bens de capital que ele possui, o quanto de pensão ele vai poder oferecer, se a casa que o parceiro vai deixar é espaçosa o suficiente para uma mulher viver com seus dois filhos ou ainda se o carro que onde o casal irá se acasalar é um modelo atual.

Já as nações verificam antes se vale a pena entrar em conflito com um país. Se tiver em jogo alguma gota de petróleo, o maior dos capitais, os países usam tudo que tem de mais ofensivo antes de saírem quebrando o pau. Caso contrário, a diplomacia é quem manda. Os países também têm seus níveis sociais estabelecidos conforme a renda, onde os ricos são chamados de países desenvolvidos, a classe média de países em desenvolvimento, os pobres como países subdesenvolvidos e os abaixo da linha da pobreza de países em processo de subdesenvolvimento.

Ver tambémEditar