Abrir menu principal

Desciclopédia β

Camaçari

Cquote1.png Oxênti, queres comprar uma rede? Cquote2.png
Ambulante sobre seu produto
Cquote1.png Hum... Tem outra coisa para vender? Cquote2.png
Turistas sobre ambulante
Cquote1.png Só rêdi. Mas tem uma boca de fumo lá em casa. Quer ir? Cquote2.png
Ambulante sobre o comércio secundário
Cquote1.png Eu ganhei uma verruga falante. Cquote2.png
Morador sobre praias de Camaçari
Cquote1.png Olha o tamanho daquele vibrador. Cquote2.png
Morador sobre lazer em Camaçari

Camaçari é uma cidade da Bahia sendo considerada como uma cidade de "pólo industrial" do estado. As indústrias instaladas em Camaçari contribuem para a destruição das belezas naturais do município que ficou conhecido desde sua fundação como município que mais consegue bloquear o carma ruim, os jornalistas que irão criticar a cidade e também a criminalidade.

Por isso a cidade é desconhecida. Mas se você for no Google e ir na página 50 com o safe search desbloqueado, você irá achar algo muito comum em Camaçari e muito desagradável para o resto do país.

Índice

HistóriaEditar

 
Uma das praias de Camaçari (imagem meramente ilustrativa, as coisas são muito diferentes por lá. E bota diferente nisso).

Camaçari é uma cidade cheia de história e cheia de... De... Bem, cheia de ambulantes. A cidade até tinha uma história bem bonita e que poderia ter sido posta aqui, mas como a história de Camaçari foi perdida para sempre, após terem feito uma "queima de arquivo" para que não revelassem quem foi o fundador da cidade e que os habitantes de Camaçari não fossem até a casa de um dos descendentes do otário que fundou Camaçari e empalassem eles.

Por isso, Camaçari não tem história. Apenas surgiu porque Deus quis. Depois teriam vindo as indústrias e as prostitutas que teriam detonado a terra de vez, fazendo com que Camaçari tivesse uma má fama.

EconomiaEditar

Basicamente são as indústrias de Camaçari que comandam a economia do município. A prefeitura achou que apenas dependendo das belezas naturais não iriam ganhar dinheiro, por isso chamaram empresas burguesas sugadoras de recursos naturais para vir para Camaçari e destruir suas belezas naturais.

As praias mais ricas ainda são limpinhas, sendo que tem até mesmo mendigos limpinhos e iates que ficam circulando a praia com adolescentes bêbados.

As fábricas de bolacha são a maioria em Camaçari, sendo que elas pagam uma miséria para seus empregados, "garantindo" que eles sejam tão ricos quanto os deputados da Bahia em 300 anos de trabalho honesto.

E depois, os tipos de comércio não inclusos são os puteiros e as bocas de fumo. Estes dois estão em quantidade tão grande que parecem existir mais do que casas em Camaçari. Por isso, se uma pessoa em Camaçari não trabalhar em uma fábrica de bolachas, tapetes ou qualquer tipo de coisa burguesa, com certeza está trabalhando em um puteiro. E sim, isso inclui os homens também.

PolíticaEditar

Camaçari está tentando aprovar um projeto que desvie o esgoto da cidade para a prefeitura através de um abaixo-assinado de moradores da cidade. Assim, toda a merda que a população de Camaçari fizer irá acabar no prefeito.

TransportesEditar

O comércio feito nas ruas impede qualquer tipo de transporte a circular livremente em Camaçari. Nas ruas da cidade os ambulantes chegam empurrando coisas para os turistas que sentem pena e pagam 10 reais por um churros vagabundos que irão infestar o intestino de quem come com lombrigas, solitárias e toda gama de verminoses.

Entre os meios de transporte mais utilizados pelos pobres moradores deste projeto de inferno, estão o ônibus, mas diferente de sua cidade irmã, Camaçari não tem uma empresa que monopoliza todo o transporte municipal, mas sim uma gama de de outras empresas que oferecem o serviço mais vagabundo da região nordeste. Já é normal para os habitantes deste lugar sempre se deparar com a imagem de mais uma obra da morte. Os veículos são vistoriados a cada 10 anos afim de evitar qualquer falta de acidente, o que tem dado certo. Segundo boatos, nem mesmo os ratos entram nos veículos por receio de acabarem mortos por algum produto químico que sempre fica impregnado nos veículos que circulam no entorno do polo petroquímico.

Há também alguns taxistas que atuam na região, sendo conhecido como "pôpôs afofados", a alcunha se deve ao fato de os homens ficarem sentados o dia todo sem fazer nada, e não pelo que você esta pensado leitor tarado. Uma parcela significativa destes é conhecida por atuar no ramo da prostituição reversa, onde a prostituta buzina e o cliente entra.