Abrir menu principal

Desciclopédia β

Brincante do Forró

Platéia vazia.jpg Please STOP the music!

Este artigo se trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.

Emblem-sound.svg Brincante do Forró
Brincantesembone.jpg
Imagem raríssima de Brincante sem boné, tirada da 20ª camada da Deep Web
Nome Brincante do Forró
Origem Sertão do Nordeste (ou não)
Sexo Assexuado
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.svg
Boné
Gênero Pancadão
Influências Seu Madruga quando grita "Chapéus.."
Nível de Habilidade Alto com o boné, Icon 00 percent.png sem
Aparência Bonito com o boné, feio sem
Plásticas Implante permanente de boné
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Virar o boné
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg
Nike

Brincante do Forró é um cantor de forró que também é conhecido nacionalmente como o "Playboy do Boné", ou melhor, "Preiboi du Buné", que vira o boné, que vira o boné na cabeça e que dropa o boné, o boné nos zoio (sic). É mais um dos grandes talentos da música brasileira que ninguém nunca nem iria ouvir falar, mas que felizmente foi salvo do esquecimento pela maravilhosa rede mundial de computadores.

Índice

InfânciaEditar

Brincante (não sabemos seu nome verdadeiro, então vamos chamá-lo assim mesmo) nasceu em algum lugar do sertão nordestino (pode ser do Norte, mas foda-se), região que é celeiro de grandes talentos musicais e que já revelou para o mundo ícones como Ednaldo Pereira, Z-Maguinho do Piauí e Daniel Galvão. Desde sempre ele já tinha o boné na cabeça, tanto é que sua mãe precisou de duas horas e meia a mais só pra conseguir tirar o boné de dentro da barriga. No dia-a-dia estava sempre de boné, não tirava nem pra tomar banho. Quando mais velho criou sua própria gangue: a "Moçada do Chapéu", da qual era líder e por ser o mais arrumado ganhou o apelido de "Playboy", ou melhor, "Preiboi".

Carreira acadêmicaEditar

 
Ficar acordado até tarde estudando pra prova de cálculo pode acarretar danos irreversíveis ao cérebro

Porém Brincante apesar da vida do crime sempre teve um grande sonho, que foi o que lhe impediu de morrer tragicamente na juventude com uma peixeirada como tantos jovens de gangue: ele queria ser engenheiro. Mais especificamente engenheiro químico. Seu sonho era fabricar a primeira rapadura com cocaína do mundo e então ficar rico vendendo ela por todo o Nordeste, virando o Heinseberg da região. Assim, quando terminou o ensino médio, Brincante estudou bastante e passou na profissão achando que ia ter muito dinheiro, tanto que ia poder comprar até uma Railuquis toda equipada pra dar cavalo-de-pau pelas ruas de sua cidade. Infelizmente ele foi só mais um que caiu no velho conto da "Engenharia 20k" e nove períodos e muitas reprovações depois acabou se formando sem emprego, sem currículo e sem mais porra nenhuma.

Carreira artísticaEditar

Desiludido e sem saber o que fazer da vida, Brincante estava prestes a desistir, quando encontrou seu grande amigo Rafael, mais conhecido como Pancadão do Teclado. Como sempre teve uma voz bonita, Brincante teve então uma ideia brilhante: virar cantor de forró. Assim, ele e Rafael começaram a ser apresentar juntos em bares tocando pra bêbado dorminhoco até que finalmente tiveram sua primeira chance num programa de TV. Lá, eles tocaram a única melhor música que tinham no repertório: "Playboy do Boné". A apresentação não foi lá essas coisas, mas felizmente algum integrante da produção ou um telespectador teve a felicidade de gravar o programa e subir pro YouTube. Foi aí que ele fez muito sucesso e ficou conhecido no Brasil inteiro. Jovens de todas as idades começaram a andar de boné na rua, cumprimentando uns aos outros virando o boné na cabeça ou dropando nos olhos.

O sucesso foi tanto que Brincante foi contratado pelo Ministério da Saúde para fazer a música nacional da campanha contra a chikungunya durante a crise. Graças ao dinheiro que ganhou, Brincante contratou um segundo tecladista (Betinho dos Teclados) e suas próprias dançarinas, as playbetes (a Chikungunya e a Zika), que por algum motivo que ninguém sabe não usam boné.

CuriosidadeEditar

  • Muita gente não sabe, mas o segredo do talento (que talento?) de Brincante está no seu boné, se ele tirar não consegue cantar como se ele soubesse.