Abrir menu principal

Desciclopédia β

As Andorinhas

Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg

Cquote1.svg Essa música é um crássico da minha juventude! Cquote2.svg
Seu avô sobre As andorinhas
Cquote1.svg Paga nossas contas até hoje! Cquote2.svg
Trio Parada Dura sobre a música
Cquote1.svg As nossas também! Cquote2.svg
Tonico e Tinoco sobre a música
Cquote1.svg Trágico! Cquote2.svg
Senhor Omar Qualquer pessoa que tenha bom senso ouvindo a música
Cquote1.svg Essa andorinhas são africanas ou europeias? Cquote2.svg
Rei Arthur da Gran-bretanha sobre As andorinhas

As andorinhas... Nossa, que bosta!

As Andorinhas são é uma canção de satanejo lançada pelo Trio Parada Dura em 1898. É uma música totalmente descultural que fala sobre as andorinhas, aves das mais retardadas que migram todo santo ano para o Sul com o objetivo de copular.

Canção que foi a base do sucesso do trio, naquele tempo muuuito antigo era o que bombava nos carros de som automotivo. Hoje em dia, com o advento do Rebolation, quem mais ouve esse modão?

No hit os cantores nos comparam a andorinhas, que vão e que vem à procura de sacanagem. Preciso dizer mais?

Cquote1.svg ... Cquote2.svg
Doutor Roberto sobre a afirmação acima

Bem, vamos à letra.

Índice

LetraEditar

 
O trio de hippies que interpretou a música.

As andorinhas voltaram
E eu também voltei
Pousar, no velho ninho
Que um dia aqui deixei
Nós somos andorinhas

Que vão e quem vem
Á procura de amor,
Ás vezes volta cansada,
Ferida machucada
Mas volta pra casa
Batendo suas asas
Com grande dor
Igual a andorinha
Eu parti sonhando
Mas foi tudo em vão
Voltei sem felicidade

Porque, na verdade
Uma andorinha,
Voando sozinha
Não faz verão

Versão culta (em ricaçês)Editar

 
Uma andorinha após ouvir 2 minutos da música.

Os pássaros migratórios tornaram para o lar
E eu também tornei
Aterrissar na habitação avançada de dias
Que em um movimento de rotação da Terra deixei

Nós somos pássaros migratórios
Que se ausentam e retornam na busca do sentimento de afeto
Em algumas ocasiões retorna fadigada, ferida, com escoriações
Mas retorna para o local de origem agitando sua envergadura
Com considerável desconforto tátil

Da mesma forma que o pássaro migratório
Eu me ausentei aos devaneios
Mas tudo malogrou
Tornei sem estado de êxtase
Porque na expressão da realidade
Um pássaro migratório voando desacompanhado
Não faz a estação quente do ano

ClipeEditar


Ver tambémEditar