Andorra

Principat d'Andorra
Miniatura d'Reino d'Andorra
Principado de Andorra
Bandeira da Andorra
Brasão de Armas de Andorra
Bandeira Brasão
Lema: Existim encara que vostè no el crea (Existimos mesmo que você não creia)
Hino nacional: Els Segadors

Localização de Principado de Andorra

Capital Andorra a Idosa
Cidade mais populosa Barcelona
Língua Mandarim, catalão e dialetos franceses
Religião oficial Não se sabe
Governo Anarquia benevolente
 - Nobre Nicolas Sarkozy
Heróis Nacionais Heróis?
Área  
 - Total 0,0034 km² 
 - Água (%) 0
Analfabetismo
População 50 habitantes e 1 cão 
PIB per Capita 20 
IDH 0,8 
Moeda Grama
Fuso horário ?
Clima FRIO
Website governamental Não há internet por lá


Cquote1.svg Você quis dizer: Porra Cquote2.svg
Google sobre Andorra
Cquote1.svg Onde porra? Cquote2.svg
Mochileiro sobre Andorra
Cquote1.svg Andorra é minha anta Cquote2.svg
Diogo Mainardi sobre Andorra

Andorra é um país inexistente e imaginário, que supostamente está localizado entre a Espanha e a França, sendo considerado independente apenas porque tanto espanhóis quanto franceses os tratam como um simples café com leite na política internacional. Curiosamente, Andorra é a única nação do mundo na qual o lugar inteiro é considerado um parque temático, já que o resort da Disneylândia em Andorra cobre toda a (pouca) superfície do país.

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

A Andorra possui uma emocionante, longa, sagaz, divertida, romântica e dramática história. Um dia, por volta do século VI, um anônimo estava nos Pirineus, e decidiu criar ovelhas. Surgia o Principado da Andorra como é conhecido hoje. O primeiro que ficaria ciente da existência de tal país seria Carlos Magno, no ano de 795 do calendário tuvaluano, quando ele acha bem incomum e pitoresco alguém criar uma micronação dessas. Carlos decide adotar Andorra como seu país de estimação, mandando para lá apenas um bispo, chamado Urgel.

Os fazendeiros da região confundiram a chegada do bispo com uma invasão estrangeira e, temerosos por suas vidas, entregaram Andorra para o forasteiro. Apesar de ter esquecido suas armas (a bíblia e o terço) no caminho, o bispo estava munido apenas de uma batina, um pouco de alho para afastar vampiros, e um pedaço de pão velho. Mas ele aceitou humildemente a rendição dos andorranos e criou ali o Bispado de Urgel.

Por muitos anos os espanhóis, franceses e catalões não entendiam muito bem o que era aquele bispado. Achavam que aquilo era só uma igreja isolada bem no meio do rego das montanhas. Eles não sabiam que era possível existir um país do tamanho de Petrópolis; afinal, quem criaria um país logo ali? Mas os séculos foram passando e, como a Andorra ainda era maior que o Vaticano, ela foi estabelecendo a própria identidade cultural e sua independência administrativa.

Revolução AndorranaEditar

Em 1930, um foragido russo chamado Boris Skossyreff (ou qualquer merda que se pareça com isso) fugiu da Rússia depois de se entupir de vodka, pegar um telefone, passar um trotsky e brigar com Lenin. Boris ficou entediado e resolveu se declarar príncipe de Andorra. Dos cinco deputados do Conselho Superior do Parlamento Andorrano, quatro votaram a favor, porque estavam desacostumados com essa novidade dos russos quererem se apoderar de Andorra. O único voto contrário foi de Joaquim Barbosa.

O bispo Urgel, que até então era o dono de Andorra, pediu ao presidente da França e ao rei da Espanha que o ajudassem a recuperar o país porque um russo aleatório havia se tornado o rei da Andorra de forma aparentemente legítima. O problema é que ninguém se interessava por aquela merda: os espanhóis nem mesmo lembravam onde ficava a Andorra, enquanto a França sabia que não tinha a menor chance contra dez andorranos leais a Boris armados com vassouras. Urgel ficou puto e mandou todo mundo ir à merda, mas a situação ficou pior ainda, pois Joaquim Barbosa e os quatro soldados franceses restantes (que acabariam com o Boris e seu fiel ministro Paulo Guarda-Chuva) acabaram indo junto também. Os outros seis soldados do exército espanhol estavam atarefados pegando mulher, logo não compareceram ao conflito.

Boris fez um pronunciamento na TV aberta pedindo voluntários para o exército, mas o único aparelho de televisão do país estava quebrado, então ninguém ficou sabendo. Percebendo o erro, ele resolveu ensaiar novamente esse mesmo pronunciamento e chegou a fazê-lo em um programa de rádio, mas já era tarde demais, por isso ninguém apareceu para defendê-lo. Depois de uma sangrenta batalha na qual morreram sete pessoas, os espanhóis derrotaram Boris e os sete anões que tinham se aliado a ele. Com isso, Boris foi derrubado do poder e condenado a beber apenas cerveja pelo resto da vida. E assim encerrou-se a maior revolução monárquica de Andorra.

Eventos recentesEditar

 
Entrada da nova Andorra, após um projeto bem-sucedido do rei local que transformou a Andorra na sede europeia do YouTube e da Twitch.

Percebendo o politicamente correto espalhando-se irremediavelmente por toda Europa, a condição isolada e esquecida de Andorra atuou a seu favor nesse caso, pois todos os habitantes locais ainda se comportavam feito bestas medievais, repletos de pensamentos machistas e opressores. Isso significa que o governo local está pouco se fodendo para o que seus cidadãos postam na internet, o que tornou a Andorra o melhor país do mundo para ser youtuber ou streamer.

Desde a criação do Marco Civil da Internet, centenas de youtubers espanhóis e franceses têm se mudado para a Andorra, onde podem trabalhar em paz sem pagar impostos e sem um governo enchendo o saco com legislação.

GeografiaEditar

Andorra é um país pequeno, muito pequeno, absolutamente imperceptível, escondido nas montanhas dos Pirineus. O país é conhecido como um principado, ou seja, uma colônia de férias de algum príncipe.

Como Andorra está localizada nas montanhas, faz frio durante boa parte do ano. Ao perceber isso, o príncipe vendeu Andorra para o governo do Rio de Janeiro, por isso o país foi transferido para lá, mudando de nome para Cidade de Deus, sobrando apenas a Andorra Velha na Europa. Nesse lugar, atualmente há apenas uma enorme base militar vietnamita, um McDonald's, um rio, uma poça de mijo, um foragido da polícia francesa, um russo bebendo cerveja, uma montanha coberta por neve amarelada, dois prédios, a saída, e um motel (onde sua mulher te chifra todo domingo com dois homens, sendo um deles marinheiro e o outro, o zelador da escola do teu filho).

A vegetação predominante do país se resume a cogumelos, plantados por maconheiros europeus que vão todos os dias ao bosque recolher lenha para fumá-la.

PopulaçãoEditar

A população andorrana atual equivale a um punhado de pessoas. Consiste em programadores da Microsoft despedidos da Catalunha e em youtubers que mentem que são catalões. Há uma quantidade razoável de putas e de seguidores de Bill Gates. A outra parte é composta por descendentes de espanhóis refugiados da guerra civil espanhola, de franceses da Segunda Guerra Mundial, além de um russo aleatório qualquer.

Se você ver um carro com placa andorrana fora de Andorra, então já pode ficar desconfiado, porque certamente se trata de um contrabandista experiente de longa data. Ou ele está indo comprar muamba para revender em Andorra, ou indo visitar a(o) amante em Barcelona. O índice de infidelidade entre contrabandistas andorranos é quase tão alto quanto entre pilotos de avião ou marinheiros (99,9%), com margem de erro de 0,1%.

SubdivisõesEditar

Apesar da Andorra ser uma nação menor que Aracaju (porque Sergipe já é enorme comparado a ela), o território andorrano foi subdividido mesmo assim, numa tentativa de deixá-lo um pouco mais importante. O país possui ao todo sete bairros, que são chamados de "paróquias".


EconomiaEditar

O principado de Andorra sobrevive quase que somente da importação de imigrantes indesejáveis dos seus dois vizinhos; estima-se que 46 de seus 50 habitantes são imigrantes. Para compensar essa balança comercial, o país é líder na exportação de gelo para os seus mesmos dois vizinhos que, assim como Portugal, infelizmente perderam a receita perto das regiões fronteiriças.

Pessoas sem cultura acreditam que os contrabandistas andorranos são perseguidos e proibidos em seu país, mas isso é uma grande inverdade. Não podiam estar mais enganados: os contrabandistas andorranos são, na verdade, considerados os cidadãos de primeira classe do país, e muito respeitáveis, porque é deles que vem a principal fonte de renda que compõe o PIB de Andorra, além das estações de esqui. Atualmente, mais de 2000 contrabandistas andorranos já receberam a Medalha de Honra ao Mérito da Câmara de Comércio, pelo louvável trabalho financeiro realizado em prol do sustento do país.

A guarda alfandegária da Andorra é instruída a fechar os olhos quando esse laborioso comércio livre de impostos é realizado. Quando um ou outro fiscal resolve ser mais durão, bastam três pacotes de tabaco estrangeiro e uma taça de champanhe; em Andorra, não há nada que isso não resolva para abrir caminho.

InfraestruturaEditar

EducaçãoEditar

Por ser um país rico, todos na Andorra frequentam a escola e a universidade, muito embora o governo tenha escolhido a língua catalã como idioma oficial das escolas para tentar dificultar o acesso às melhores instituições, deixando todo mundo ali maluco pra conseguir aprender aquele idioma de doido. Mesmo assim, o analfabetismo na Andorra é restrito a uns dois ou três pastores aposentados, que vão aos cumes das montanhas com seu gado para trocar por algum tabaco bem massa ou fumo de contrabando porque, na visão deles, só o cume interessa.

SaúdeEditar

A expectativa de vida dos andorranos depende da quantidade de tratamentos de saúde realizados no famoso Centro Termolúdico Caldea, lugar que os andorranos visitam várias vezes por ano para se sentirem otakus. O grande problema no país é o sedentarismo, pois é difícil para um andorrano fazer caminhadas quando ele pode se distrair e acabar caminhando pra dentro da Espanha ou da França sem querer, o que pode causar um conflito internacional por acidente. Isso é um problema nacional muito grave. Em Andorra, só os mais burros põem o pé do lado de fora de casa sem levar um passaporte, porque ninguém quer confusão.

Apesar de todos os problemas, um andorrano comum vive em média 80 anos (que pode aumentar para 100, caso ele seja membro do spa de Caldea) e pesa em média mais de 100 kg. Outro fato curioso é que os andorranos possuem dois estômagos, e uma pele levemente esverdeada para se camuflarem nas montanhas durante o contrabando, características que adquiriram através do conhecido processo de evolução, o qual já foi até comprovado cientificamente por ateus que negam o criacionismo.

TransportesEditar

 
Engarrafamento na Andorra, pois lá é proibido dirigir no gramado.

Por ser um país montanhoso e sem muitos espaços, a Andorra é conhecida por ser a cidade com mais congestionamentos do oeste europeu. Apesar de ser possível fazer tudo a pé, os andorranos compram e usam carros para se sentirem numa cidade grande, inclusive fazem engarrafamentos nas montanhas sem qualquer necessidade aparente.

Desde 2006, todos os andorranos receberam um balão de ar quente pessoal, graças a um pagamento do governo dos Estados Unidos como amortização da dívida dos juros não pagos do antigo Plano Marshall. Os andorranos ainda preferem seus carros.

CulturaEditar

Devido à sua natureza isolada, a cultura de Andorra é única e não se parece nem um pouco com a cultura de seus vizinhos, mesmo estando localizada entre a Espanha e a França. Durante o dia, a população costuma se divertir nas atrações do parque da Disney; porém, quando anoitece, os playboys saem de suas tocas para tentar virar a cidade do avesso. Em Andorra ouve-se vários estilos musicais bizarros dentro dos pubs, como por exemplo, o pagode norueguês. Aliás, a existência de muitos maconheiros que largam a lenha coletada pelo caminho e perambulam pela noite feito zumbis se deve à migração em massa dessas criaturas, advindas de outras partes da Europa desde o início da Primeira Guerra Mundial. Podem ser avistados usando kilt, ou então apreciando o cheiro de especiarias, dentre elas o alho e o orégano.

Um fato curioso sobre Andorra é que a partir de 2018 o país se tornou retiro de youtubers espanhóis.

EsporteEditar

A Seleção Andorrana de Futebol é um orgulho do país: a seleção de Andorra é reconhecida por ser melhor que as seleções de San Marino, Liechtenstein, Moldávia e Luxemburgo, e seus títulos são 23 copas Mitropa. A Andorra é hoje o melhor país do mundo em se tratando de futebol, pois ao contrário do seu triste passado, cheio de derrotas para o Corinthians, o time mudou desde 2014 quando venceu o Brasil na final da Copa do Mundo com 38 gols contra do principal atacante, que tinha brigado com sua esposa, Galvão Bueno.


  Andorra
HistóriaGeografiaDemografiaPolíticaSubdivisões
EconomiaMoedaTurismoCulturaBandeiraBrasãoHino
Europa
v d e h

Países: Albânia | Alemanha | Andorra | Armênia | Áustria | Azerbaijão | Bélgica | Bielorrússia | Bósnia e Herzegovina | Bulgária | Cazaquistão | Chipre | Croácia | Dinamarca | Eslováquia | Eslovênia | Espanha | Estônia | Finlândia | França | Geórgia | Grécia | Hungria | Irlanda | Islândia | Itália | Letônia | Liechtenstein | Lituânia | Luxemburgo | Macedônia do Norte | Malta | Moldávia | Mônaco | Montenegro | Noruega | Países Baixos | Polônia | Portugal | Reino Unido (Escócia - Inglaterra - Irlanda do Norte - País de Gales) | Romênia | Rússia | San Marino | Sérvia | Suécia | Suíça | Tchéquia | Turquia | Ucrânia | Vaticano

Territórios: Abecásia | Açores | Akrotiri e Dhekelia | Åland | Chipre do Norte | Crimeia | Gibraltar | Ilha da Madeira | Ilha de Man | Ilhas Canárias | Ilhas do Canal | Ilhas Faroé | Jan Mayen | Kosovo | Ossétia do Sul | País Basco | República de Artsaque | Svalbard | Transnístria