Associazione Calcio Milan

(Redirecionado de AC Milan)
Associazione Calcio Milan
Escudo do Milan.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial ECA
Origem Bandeira da Itália Itália - Milão
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote Capeta
Torcedor Ilustre Berlusconi
Estádio Seu Ciro Botinni
Capacidade
Sede
Presidente Um chines aleatório
Coisas do Time
Treinador Arrigo Sacchi
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png inzaghi
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png pirlo
Patrocinador Fly Imigrantes
Time
Material Esportivo Fudidas
Liga Campeonato Italiano
Divisão Serie A
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Cquote1.svg Olha, legal, somos campeões do mundo e bla bla bla...MAS, PORCA MISÉRIA, POR QUE VOCÊS NÃO CONSEGUEM GANHAR DA INTERNAZIONALE?! Cquote2.svg
Silvio Berlusconi, indignado por sua equipe nunca vencer a Internazionale apesar de já ter sido 435467787 vezes campeão do mundo.
Cquote1.svg DO MILAN!!! DO MILAN!! DO MIIIIIIIIIIIIIILAN! DO MIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIILAN! Cquote2.svg
André Henning gritando gol do Milan
Cquote1.svg Milan! Cquote2.svg
Internazionale assustada com a visita do Milan
Cquote1.svg Começa o jog... gol do Milan! Cquote2.svg
vidente sobre Milan vs Boca Juniors pela final do mundial de clubes
Cquote1.svg Meu deus!!!! O Celtic ganhou do Milan!!!! Isso vai virar feriado nacional!!! Cquote2.svg
Torcedor do Celtic sobre Vitória do Celtic sobre o Milan na qual o técnico milanês aceitou deixar o Celtic ganhar em troca de um bilhão de euros para ele e seus jogadores.
Cquote1.svg Na União Soviética todos acham que é o Milan que imitou o uniforme do Athletico Paranaense... Cquote2.svg
Reversal Russa sobre essa questão que muita gente já se perguntou.
Cquote1.svg O Milan é campeão. Kaká vai ser carregado pelas ruas de Milaõ Cquote2.svg
Narrador, depois da vitória do Milan 4 a 2 (sem precisar de penaltes) em 2007 sobre Milan vs Boca
Cquote1.svg Non so di niente (Não sei de nada em italiano). Cquote2.svg
Silvio "Lula" Berlusconi sobre a Máfia do Apito italiana
Cquote1.svg Inter! Vaffanculo! Prenditi lo scudetto e infilálo nel culo! Cquote2.svg
Torcida do Milan mandando a Inter de Milão enfiar o título do campeonato italiano no

Associazione Calcio Milan é uma agremiação desportiva pertencente a Cosa Nostra, o único time de futebol do mundo cujo presidente também é presidente do país e presidente da máfia tudo ao mesmo tempo, afinal, onde mais é melhor pra lavar dinheiro no mundo do que num time de futebol onde os salários dos jogadores são exorbitantes e poucos claros e as bilheterias e patrocinadores injetam valores com ainda menos clareza? Embora um time muito tradicional da Itália, é um time que alterna muitos anos de glória com muitos anos de draga.

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

A equipe do Milan foi fundada em 1899 porque naquele ano havia a crença de que o fim do mundo aconteceria na virada para o ano de 1900. Aproveitando-se do caos social, um grupo de mafiosos fundou este time de futebol para lavar dinheiro fácil, e a ideia deu tão certo, e o mundo não acabou, que a ideia perdura até hoje. O Milan faz parte de um complô bem conhecido com o Juventus, time com o qual simulam rivalidade mas na verdade combinam resultados e títulos de maneira que nenhum dos dois fique falido, ficando acordado a divisão dos campeonatos entre ambos, alternando a usurpação do título de Campeão da Itália ao longo da história da Liga Italiana de Futebol com a Juventus.

Primeiras conquistasEditar

Como tudo na vida, o Milan começou por baixo, tuas primeiras conquistas foram todas de troféus inexpressivos que hoje nem se sabe a origem, mas que está lá na sala de troféus fazendo número. No início do século XX o Milan conquistou um Escudo de Madeira, a Taça Mitropa, o Torneio Amizade, a Copa do Paraguai, o torneio do Vaticano, o Campeonato Uzbeque e a Copa Mancini, conhecida como Copa Strip-tease, além de um hexa-campeonato do Cup Pipponi o que dá ao Milan o direito de nomear-se pelo título supremo de Pippon. Só muito tempo depois conquistaria seu primeiro escudeto, ao ser campeão italiano de 1901.

Totonero 1980Editar

O Milan virou manchete policial quando na temporada de 1980-81 do campeonato italiano um gênio incompreendido (Felice Colombo) pagou os ganhos em apostas com cheques ilegais, o que desencadeou toda uma investigação criminal que revelou todo um esquema de fabricação de resultados, entrega de jogos e manipulação de resultados e rendimentos para casa de apostas chamado de Totonero 1980. O Milan foi assim punido com a perda de mil pontos e imediatamente rebaixado a Serie B, que foi simplesmente vencida em 1981-82.

Rebaixamento 2.0Editar

Todavia, para não haver dúvidas de que o Milan merecia mesmo jogar uma Serie B, na temporada de 1981-82 o Milan foi rebaixado novamente, só que no futebol, afinal foi o único ano em toda sua história que jogou sem ajuda de juiz com combinações prévias de resultado. Jogar sem a habitual ajuda dos árbitros só podia acarretar ao Milan a antepenúltima colocação que fatalmente rebaixou a equipe. Depois disso o Milan nunca mais jogou sem combinar o resultado antes, assim evitando novos rebaixamentos.

RessurgimentoEditar

Após estes chatos incidentes de rebaixamentos, o Milan foi salvo da falência graças aos seus devedores, entre eles haviam autoridades fiscais, do crédito italiano, Tio Patinhas, Eta Beta, Majin Buu, Sitting Bull, Yogi Bear, Cicciolina, um homem sem-teto que vivia sob as pontes da hidrovia e Giuseppe Farina. Com este dinheiro o clube se reestruturou.

Agora com um esquema bem mais discreto de compra de resultados o Milan evetaria qualquer novo "Totonero". O efeito desta nopva estratégia de compra discreta de resultados ficou particularmente nítido na temporada de 1987-88, quando o Napoli, definitivamente à frente do Milan no final da temporada com uns 17 pontos de vantagem, subitamente transformou-se numa equipe de nado sincronizado, perdendo todos os jogos das últimas rodada e estranhamente dando assim o título da liga para o time do Milan.

Na temporada seguinte foi mais uma vez bi-campeão da Champions League aproveitando-se do fato de enfrentar na final equipes nada tradicionais, como o Estrela vermelha, Bucareste Falsificado e o eterno vice Benfica.

Começo da Era BerlusconiEditar

Em 1986 Silvio Berlusconi compra o Milan, porque na Itália mafiosos podem comprar times de futebol. Na época o futebol era mais simples, vencia o time mais podre de rico, então era só questão de injetar dinheiro até não caber mais nada no cu de tanta grana. Com o técnico Arrigo Sacchi comandando a Seleção Holandesa que foi contratada para jogar como Milan (van Basten Gullit e Rijkaard), o time voltou a ganhar tudo de novo, perdendo apenas quando o árbitro não ajudava ou o adversário não aceitava o resultado combinado previamente.

Ao longo dos anos 1990 mais títulos vieram porque jogadores jovens foram contratados, mas o futuro do clube seria selado nessa mesmo época, pois aparentemente o Milan gostou tanto daqueles jovens craques que firmaria contrato vitalício com eles, então alguns anos no futuro logo teríamos um Milan formado apenas por idosos.

Anos 2000, o time envelheceEditar

 
Uma dos craques do Milan na temporada de 2009

Ainda conseguindo uma coisa ou outra, foi o grande campeão da Champions League de 2006-07, mesmo usando uma equipe que já foi objeto de estudo para um curso de necromancia, e tudo graças ao árbitro e bandeirinha do jogo das oitavas-de-final contra o pobre (literalmente pobre) Celtic. O trio de arbitragem comeu salame em abundância antes do jogo e desta forma nem árbitro e nem o bandeirinha viram as mãos na bola de Maldini na grande área. Além da Champions também foi ao Mundial de 2007 onde o Milan conquistou o "Troféu de Amizade" (como Roberto Mancini apelidou o Mundial de Clubes) ao derrotar o Boca Juniors, depois de bater um Pokémon nas semifinais.

Em 2008, os jogadores do Milan são declarados artefatos históricos e, portanto, podem ser admirados no Museu Poldi Pezzoli. Com os jogadores agora expostos no museu, o time reformulou o elenco e se focou em contratar apenas jogadores em final de carreira, sem compromisso e com no mínimo 40 anos de idade. Por isso os últimos anos do time na década de 2000 foram um lixo e nem vale a pena falar por aqui.

As últimas tentativas de BerlusconiEditar

Vendo que estava jogando dinheiro na latrina ao dirigir aquele clube de merda (merda, latrina. Entenderam? HAHA, eu sou hilário!!! (só que não)), Berlusconi usou o dinheiro que gastava com putas particulares marroquinas (ver Ruby) pra contratar um punhado de craques como Ibrahimovic, Ronaldinho, Robinho, o Boateng ganês e outros vários, fazendo com que o time ficasse apelão pra caralho e ganhasse a Serie A de 2010-11. Nessa mesma época o vírus das contusões, que assolava o Arsenal e Manchester City há anos, viajou pela Europa e desembarcou em Milão, contundindo metade do time rossonero e obrigando Berlusconi a gastar mais uma nota preta (mas peraí, dinheiro não é verde?) em transferências

Venda do MilanEditar

Com o passar do tempo, as grandes estrelas saíram do time, transformando o antes glorioso Milan num clube de merda que nem consegue mais se classificar pra uma competição europeia, entrando em uma grave crise. Pra tentar sanar uma pouco desse abismo financeiro, em 2017 os dirigentes do Milan venderam uma parte do clube para investidores chineses, que pelo que tudo indicam farão uma verdadeira revolução no clube, a começar pela presença obrigatória de pastéis de frango nas cantinas do San Siro e uso de telões feitos em Taiwan para observar os replays dos jogos. Agora, resultado que é bom? Nada. Perder de 5x0 para o Atalanta agora é comum.

  Perder pro Atalanta é normal  
Abel Braga sobre um dos maiores vexames da história do Milan

TítulosEditar